1 1 1 1 1

Alguns números sobre os Centros de Abastecimento Agrícola da Madeira (2000-2015)

cas mapa1 Nos últimos 16 anos (2000-2015), os produtos hortícolas e frutícolas que passaram nos Centros de Abastecimento Agrícola (Santa – Porto Moniz, Prazeres, Canhas, Ponta do Sol e Santana), excluindo os de agricultura biológica, aumentaram de 2.014 toneladas em 2000 para 2.718 toneladas em 2015, o que representa um aumento de 35%. Desde que entrou em funcionamento, a rede de Centros de Abastecimento Agrícola da Madeira (rede CA) já canalizou para os mercados consumidores 43.699 toneladas de hortofrutícolas frescos regionais.

Os serviços prestados aos agricultores na rede CA são gratuitos, nomeadamente a receção, a normalização, o embalamento, a expedição, a recolha e a entrega das produções agrícolas desde o terreno até ao comprador, sendo o custo de funcionamento suportado pelo Governo Regional, através da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas.

Quanto aos produtos de agricultura biológica, é de registar o seu processamento nas linhas especiais existentes nos Centros de Abastecimento Agrícola. Assim, no ano de 2015, o volume de produtos “bio” processados ultrapassou as 6 toneladas.

 

 

Abertos ao domingo, os Mercados dos Agricultores são unidades de venda direta dos agricultores aos consumidores familiares, tendo entrado em funcionamento em tempos diferentes: Santana (2004 até 27 de janeiro de 2013, tendo sido depois desativado); Prazeres e Gaula (2005); e Canhas (2006). Assim, a evolução quanto ao valor dos produtos comercializados nesta rede indicia um forte crescimento, passando de 69.729 euros em 2004 para 160.953 euros em 2015, ou seja, mais 165%. No conjunto dos Mercados e nos anos de funcionamento, foram comercializados cerca de 2.839.127 euros de produtos.

Este texto finaliza a análise que foi efetuada a outros serviços/setores ao longo dos últimos três meses e que podem ser consultados nos boletins DICA n.º 184 de 24 de agosto (“A limpeza de mato e as matas controladas”), n.º 185 de 31 de agosto (continuação do artigo de 24 de agosto e "A produção de banana na RAM"), n.º 186 de 7 de setembro (“Alguns números sobre a Vinha e o Vinho da Madeira”) e n.º 188 de 21 de setembro de 2016 (“Os serviços laboratoriais da Direção Regional de Agricultura”).

Ricardo Costa
Direção Regional de Agricultura

Comentar

Código de segurança
Atualizar