1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

DRA constitui grupo de trabalho para a avaliação da situação do «Mal-do-Panamá» na Madeira

Fusarium oxysporum mal panama O “Mal-do-Panamá” é uma doença causada pelo fungo Fusarium Oxysporum sp., tendo surgido na região indo-malaia, região do género Musa, afetando variedades suscetíveis e que mais tarde foram introduzidas no Novo Mundo, a partir de África.

Acredita-se que o primeiro relato da doença tenha ocorrido por volta de 1874, no sudeste de Queensland, Austrália, atacando a cultivar “Maçã”. Os primeiros prejuízos foram relatados no Panamá, em 1904, sendo esta a provável razão do nome “Mal-do-Panamá”. Há relatos de que, num período de 50 anos, mais de 40.000 hectares de terra cultivada com banana foram abandonadas em toda a América Central e do Sul, devido à fusariose. Por essa razão, é considerada a doença mais devastadora, afetando plantações comerciais de banana no hemisfério ocidental entre os anos 1900 e 1960.

A cultivar “Pequena Anã” era reconhecida como imune ou altamente resistente à doença. No entanto, em 1973, no Funchal, foi detetada pela primeira vez, tendo o bananal em causa sido arrancado e destruído.

Porém, surgiram relatos de que outros focos da doença têm surgido em várias zonas, nomeadamente no Funchal, em Câmara de Lobos e em algumas explorações da Ponta do Sol.

 

À parte a confusão que possa existir com o fenómeno periódico em bananais jovens conhecido exatamente como o “Falso Mal-do-Panamá” e que tem suscitado algumas dúvidas, torna-se premente o seguinte:

- recolher informação, detetar e confirmar eventuais focos do “Mal-do-Panamá”, procedendo à sua georreferenciação e mapeamento;

- propor as ações de combate que se tornem necessárias e;

- elaborar folheto informativo-didático para os agricultores, com as recomendações relevantes para evitar a doença.

Atendendo à presente situação, a Direção Regional de Agricultura decidiu constituir um grupo de trabalho para a avaliação da doença “Mal-do-Panamá” nos bananais da Ilha da Madeira, designando-o de “GT-Panamá”. Este grupo de trabalho será coordenado pelo Diretor de Serviços de Mercados Agroalimentares (DSMA), Eng.º Luís Ribeiro, e pela Diretora de Serviços de Laboratórios e Investigação Agroalimentar (DSLIA), Dra. Dalila Carvalho. O “GT-Panamá” será ainda constituído pela Eng.ª Maria da Luz Figueira da Silva, Dra. Celestina Isabel Brazão, Dra. Cecíla Aguiar, pela DSMA, e pela Dra. Adelaide Fernandes, Dra. Délia Cravo e Eng.º Duarte Sardinha, pela DSLIA. Prevê-se que o prazo de execução dos referidos trabalhos decorra até 28 de setembro de 2017.

Oportunamente, o DICA irá dar conta do trabalho realizado pelo “GT-Panamá”.

Direção Regional de Agricultura

Comentar

Código de segurança
Atualizar