1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)
rizomadebananeira

Excisão do meristema apical da soca de

uma canhota

meristemaapical
Meristema apical

A bananeira pertence ao género Musa e à família Musaceae.

As bananas comestíveis desenvolveram-se a partir de espécies do género Musa e as variedades mais cultivadas derivam das espécies Musa balbisiana e Musa acuminata, sendo esta a espécie cultivada na RAM.

O Núcleo Microlab produz plantas de bananeira através de técnicas de cultura in vitro. Estas técnicas consistem em extrair o meristema apical dos rebentos laterais, também designados de canhotas, os quais desenvolvem - se a partir do rizoma da planta adulta.

Cada meristema pode dar origem a milhares de plantas, contudo, produz-se apenas 1000 plantas por meristema, de modo a garantir que as plantas produzidas são idênticas à planta-mãe, ou seja, têm as caraterísticas da espécie e da variedade solicitada pelo cliente.

Os meristemas, depois de extraídos das socas das canhotas, são desinfetados com uma solução de lixívia comercial. Após a desinfeção, os meristemas não são cultivados em terra mas sim em meio de cultura, o qual é composto pelos nutrientes específicos para o desenvolvimento dos mesmos.

No entanto, o meio não é suficiente para os meristemas se desenvolverem e darem origem a plantas de bananeira, pelo que têm que ser mantidos numa sala de cultura, na qual há o controlo da temperatura e da luz. A sala de cultura é programada de modo a manter os meristemas à temperatura diurna e noturna de 27 oC e 25 oC respetivamente, e expostos a 16 horas de luz e 8 de obscuridade, ou seja, imita as condições externas do dia e da noite.

Ao fim de 30 dias aproximadamente, desenvolve-se um rebento de bananeira e gomos axilares. Estes são individualizados e cultivados em meio fresco, os quais dão origem a novos rebentos. Este processo é repetido continuamente até se obter o número de plantas pretendido.

Quando os rebentos estão diferenciados são transferidos para outro meio de cultura para induzir a formação de raízes. Quando as microplantas têm aproximadamente 6 cm de altura são transferidas para a estufa do Centro de Bananicultura, onde se adaptam gradualmente às condições externas. As plantas quando atingem 50 cm de altura são fornecidas aos agricultores.

Anualmente, o Núcleo Microlab produz em média 25.200 plantas de bananeira.

isolamentodemeristemaapicaldebananeira1 estabelecimentoban bananeiraestabelecimentoI
Meristema após a desinfeção

Meristema cultivado no

meio de cultura

Desenvolvimento de um rebento

e gomas axilares

bananeiramultiplicII bananeiraenraizamentoIII fertbananeira2

Desenvolvimento de múltiplos

rebentos

Fase de enraizamento Adaptação das plantas às condições externas

 

Isabel Nunes Freitas

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar