1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (2 Votos)

cultdamacieira2A Madeira possui zonas de grande aptidão para a cultura da macieira, com destaque para os concelhos da Calheta (Ponta do Pargo e Prazeres), Santa Cruz (Santo da Serra e Camacha), Santana (São Jorge e Santana), Ponta do Sol (Canhas) e São Vicente.

A macieira, Malus domestica, pertence à família Rosaceae, a qual abrange aproximadamente 100 géneros e mais de 2 000 espécies. A subfamília da qual faz parte, Pomoideae, caracteriza-se por um profundo receptáculo na forma de taça, cujas paredes inferiores se unem aos carpelos, os quais se unem entre si e contém dois grandes óvulos.

O fruto é constituído pelo recetáculo desenvolvido, carnudo, e envolve os ovários, cujo endocarpo é coriáceo e contém uma única semente.

É uma planta de clima temperado, necessitando de frio Outono-Invernal para quebra de dormência dos gomos, de forma a originar rebentações homogéneas na Primavera, floração abundante e fruta de boa qualidade. Essa necessidade de frio (certa quantidade de horas abaixo de 7,2º C) varia de acordo com a cultivar.

Encontra boas condições acima dos 500 m na costa Sul e dos 300 m na costa Norte da ilha.

Os nevoeiros são nefastos na época da floração (dificulta o vingamento). O vento forte é igualmente prejudicial, pelo que devemos proceder à instalação de corta-ventos quando se justifique.

Adapta-se a vários tipos de solos, mas prefere aqueles que são ricos em matéria orgânica, ligeiramente ácidos (PH óptimo 5,5-7,5), profundos, arejados e bem drenados.

O compasso de plantação (espaçamento entre plantas) normalmente utilizado é de 4x3 m a 4x4 m, dependendo do porta-enxerto, variedade, solo e clima, entre outros fatores.

A época de plantação é de janeiro a março. As linhas devem ser orientadas no sentido Norte-Sul.

Nos primeiros três anos realiza-se a poda de formação (formação do "esqueleto" da árvore), normalmente feita em verde (junho a julho). Os tipos de condução mais utilizados são a condução em eixo e a condução em vaso.

A partir do quarto ano realiza-se a poda de frutificação, cuja finalidade é facilitar a entrada de luz e o arejamento interior das árvores, bem como regularizar a produção, promovendo fruta de bom calibre e boa qualidade. É feita essencialmente em verde (maio a junho) e pequenas correções no Inverno.

Quando a produção é muito elevada, devemos realizar a monda da fruta, com o objetivo de obter frutos de maior calibre e melhor qualidade e evitar a alternância das produções. Esta operação efetua-se a seguir ao vingamento dos frutos, quando estes apresentam o tamanho compreendido entre uma ervilha e uma azeitona.

As principais pragas são os afídeos (piolhos), aranhiço vermelho, bichado (fig. 1) e mosca da fruta.

Das doenças que atingem a planta, destacam-se o pedrado (fig. 2) e o oídio (fig. 3).

Paula Rocha

cultdamacieirafig1 cultdamacieirafig2 cultdamacieirafig3
Fig. 1 Fig. 2 Fig. 3

 

Bibliografia:

- Folhetos informativos realizados pela Divisão de Informação e Divulgação Agrária e Divisão de Fruticultura.
- Dados de Cultura realizado pela Divisão de Assistência Técnica
- LUCHI, V.L. Botânica e fisiologia. In: EPAGRI. A cultura da macieira. Florianópolis: EPAGRI, 2002.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar