1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (2 Votos)

O doce benefício de incluir a batata-doce na sua ementa

batata doce foto1 A batata-doce é uma raiz tuberosa, tal como a cenoura, a beterraba ou o nabo. Tradicionalmente presente na alimentação dos madeirenses, esta raíz tem ganho grande destaque nos diversos meios de comunicação devido à sua riqueza nutricional e consequentes benefícios para a saúde.

Consoante a variedade de batata-doce, a sua coloração poderá ser amarela, laranja, roxa entre outras, que são explicadas pelos carotenos e antocianinas presentes neste alimento, que lhe conferem também propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

A batata-doce é uma boa fonte de hidratos de carbono, substrato energético (“combustível”) para a atividade diária e exercício físico. É escolha cada vez mais frequente pelos atletas para substituir a batata, massa e o arroz nas refeições principais ou até mesmo para as refeições antes e após o treino.

 

Além disso, é um alimento rico em fibras, que contribuem para o normal funcionamento do trânsito intestinal e absorção mais lenta dos açúcares, resultando maior saciedade e níveis de açúcar no sangue mais controlados. É por este motivo que a batata-doce é muitas vezes aconselhada no regime alimentar de doentes obesos e/ou diabéticos. Apresenta também quantidades significativas de vitaminas antioxidantes (A, C e E), vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio e potássio, nutrientes importantes para a manutenção da saúde visual, estimulação do sistema imunitário e regulação da pressão arterial.

Com grande potencial gastronómico, a batata-doce pode ser consumida simplesmente assada ou cozida sem necessidade de temperos e gordura ou introduzida em preparações culinárias mais complexas como empadão, pásteis de bacalhau, hamburguer entre outras. Deve-se contudo evitar as preparações fritas. De salientar ainda, que o método culinário afeta a velocidade de absorção dos açúcares presentes neste alimento, a batata-doce, quando cozida em água apresenta um índice glicémico mais baixo sendo por isso o método culinário mais aconselhado, sobretudo em doentes diabéticos.

Respondendo à questão que quantidade e em que altura do dia devo consumir, irá depender das necessidades calóricas de cada indivíduo e do seu objetivo terapêutico. De um modo geral, poderá ser incluída em qualquer altura do dia, desde que se efetue as devidas substituições alimentares e controlo da porção.

Na tabela abaixo apresentada, poderá comparar uma porção de 100 gramas de batata-doce com outros alimentos do mesmo grupo da Roda dos Alimentos Portuguesa. Mas lembre-se que nenhum alimento por si só assegura as nossas necessidades nutricionais diárias e por isso devemos ter uma alimentação a mais variada e completa possível.

Fonte: http://portfir.insa.pt/

Elisée Vieira
Nutricionista no SESARAM,E.P.E.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar