1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Segundo os apuramentos meteorológicos de 30 de abril a 6 de maio (ver quadro), não se verificaram alterações nas condições do estado do tempo, ou seja, continuação do tempo primaveril, com precipitação abaixo do esperado para esta altura do ano. Continuamos com pouca nebulosidade, precipitação a níveis baixos. Atenção à frequência das regas, uma vez que os níveis de precipitação estão baixos, como referido anteriormente. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP), que refletem esta situação. Regar de acordo com as necessidades hídricas das culturas.

A previsão do estado do tempo para os próximos dias (até 16 de maio), com poucas alterações relativamente à semana anterior, ou seja, pouca nebulosidade, temperaturas médias amenas e ausência de precipitação.

Estas condições meteorológicas facilitam o cumprimento de todas as operações culturais inerentes à prática agrícola e cumprimento de calendários de tratamentos fitossanitários. Condições ótimas para a monitorização da vespa das galhas do castanheiro.

Vespa das galhas do castanheiro

parasitoide Torymus sinensis
 Largada do parasitóide Torymus sinensis

Vespa (Dryocosmus kuriphilus) vs. parasitoide (Torymus sinensis)

Como previsto, têm ocorrido ataques da vespa das galhas do castanheiro e a consequente dispersão desta importante praga pelos soutos da região. A única forma de a combatermos é através da luta biológica, utilizando um inseto parasitoide específico, Torymus sinensis, capaz de controlar o ataque da vespa.

Nesse sentido, na Região, têm-se vindo a realizar largadas deste auxiliar, em locais estratégicos e em soutos que reúnam condições favoráveis à sua instalação.

É muito importante também promover a multiplicação e expansão deste parasitóide, através das seguintes práticas culturais:

Não cortar galhas (bugalhos) verdes nem secas - o Torymus necessita das galhas verdes para colocar os ovos e das secas para passar o inverno;

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

castanheiro galhas
 Galhas num raminho

Não fazer tratamentos com inseticidas até julho - são totalmente ineficazes contra a vespa e “bichado da castanha” e prejudicariam o Torymus;

Não mobilizar o solo - não faça lavouras, controle as infestantes com cortes realizados a partir de julho;

Evite podar - se tiver que o fazer para eliminar algum cancro, deixe no souto os ramos com galhas e retire a madeira infetada com o fungo;

Promova a biodiversidade - introduza carvalhos e sebes nas bordaduras, para favorecer a existência de parasitoides autóctones e proporcionar alimento ao Torymus;

Faça análises regulares ao solo - os castanheiros sem carências nutricionais são mais saudáveis e mais resistentes a doenças e pragas;

Promova o crescimento dos ramos, a partir de julho - faça adubações azotadas e regue, se possível, para promover crescimentos com gomos isentos de ovos da vespa.

Sabedoria popular

• Maio jardineiro enche o celeiro;

• Maio serôdio ou temporão, espiga o grão;

• Sol de maio e boa terra fazem melhor gado que o pastor mais afanado.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento, deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar