1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola: a informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Segundo as previsões para a próxima semana, teremos temperaturas médias amenas em quase toda a região, verificando-se a norte temperaturas médias um pouco mais baixas. A intensidade média do vento a fazer-se sentir duma forma mais suave relativamente à semana anterior, permitindo com alguma reserva, a aplicação de produtos fitofarmacêuticos.

As regas, uma vez que a precipitação está ausente exceptuando o concelho do Porto Moniz, terão que ter a sua frequência aumentada, mas sempre de acordo com as necessidades hídricas da cultura. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP), que indiciam claramente haver, na maioria das freguesias com peso agrícola, necessidade de regar. A previsão é de pouca precipitação para os próximos dias. Há condições para planear os tratamentos fitofarmacêuticos de inverno nas temperadas, para quem ainda não os executou, com alguma reserva para o concelho do Porto Moniz, como já referido.

Deveremos continuar com as observações às culturas por forma a detetar precocemente quaisquer sinais ou sintomas de pragas/doenças.

VINHA

Manutenção do solo

Nesta fase de repouso vegetativo da vinha, e uma vez que as condições do estado do tempo o permitem, deverá implementar as seguintes medidas:

- Programar a fertilização orgânica ou mineral conforme o resultado das análises de solo e foliares.

- Combater as infestantes na linha através de mobilização do solo ou aplicação de herbicidas. (A zona da linha - por baixo das videiras - deve manter-se limpa de infestantes). A aplicação de herbicidas deverá limitar‐se à zona da linha das videiras, deixando sempre nas bordaduras das parcelas uma zona com cobertura vegetal para evitar que, através do escorrimento, os resíduos dos herbicidas contaminem as águas superficiais. O solo da entrelinha deverá permanecer protegido através da manutenção do coberto vegetal, natural ou semeado, que só se aconselha cortar no final do inverno.

- No período entre 15 de Novembro e 1 de Março, as parcelas com IQFP igual ou superior a 3, devem apresentar uma vegetação de cobertura, instalada ou espontânea na zona da entrelinha.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

Aplicação de herbicidas

O sucesso da aplicação passa pelo cumprimento das seguintes regras:

- Antes da preparação da calda leia o rótulo e respeite as doses e condições de aplicação nele descritas;

- Dê preferência a herbicidas menos tóxicos para o homem e meio ambiente; e ter em atenção as frases de risco constantes no rótulo;

- Na escolha do herbicida tenha em consideração a idade da cultura e o tipo de solo;

- A aplicação deve ser efetuada sem atingir a cultura;

- Para evitar o arrastamento do produto, aplique os herbicidas a baixa pressão e em dias sem vento;

- Não aplique herbicidas com atomizador;

- Utilize equipamento e bicos próprios para esta finalidade;

- Limite a aplicação de herbicidas à linha, e evite a contaminação de linhas de água por escorrimento ou deriva;

- Alterne herbicidas com diferentes modos de ação para evitar resistências.
Tipos de herbicidas

• Herbicidas para aplicação à parte aérea das infestantes, são herbicidas a utilizar quando existem já infestantes que se pretende eliminar e podem ser sistémicos ou de contacto. Não devem ser aplicados em solo nu por não possuírem qualquer ação preventiva.

• Herbicidas de aplicação ao solo, são herbicidas que, aplicados sobre solo nu, impedem a emergência de infestantes durante o período de tempo correspondente à sua persistência de ação. Estes herbicidas possuem ação fraca ou nula sobre infestantes já instaladas.

• Herbicidas mistos, são misturas dos anteriores, possuem ação sobre as infestantes presentes e, durante o seu período de persistência de ação, impedem a germinação de novas ervas. Não devem ser aplicados quando o solo está já coberto com infestantes muito desenvolvidas.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura (DATA)
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar