1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Registou-se um ligeiro aumento da precipitação nas vertentes viradas a norte, mas ainda a níveis considerados baixos para a época e praticamente ausente nas costas a sul. Aliás, os níveis de precipitação para este ano agrícola situam-se muito abaixo da média dos 30 anos que servem como referência. As previsões para a próxima semana indicam que se irão manter as mesmas condições do estado do tempo, daí a prioridade para continuar com as regas periódicas, para que as culturas tenham condições ótimas para um bom desenvolvimento.

TRATAMENTOS FITOSSANITÁRIOS

- Hortícolas:

Com o aparecimento, ainda que esporádico, da precipitação há que manter vigilância especial à cultura da batateira, nomeadamente no combate ao míldio. O agricultor que vá colher os tubérculos ainda este ano deverá suspender os tratamentos anti-míldio. As boas condições do estado do tempo continuam a permitir a preparação dos talhões, socalcos e canteiros para as culturas próprias da época e também para as culturas da próxima primavera.

- Frutícolas:

Há que manter os pomares de citrinos protegidos contra o míldio (essencialmente para as variedades mais tardias), aplicando um produto fitofarmacêutico adequado, com repetições de 3 a 4 semanas (ver rótulo), como tem vindo a ser recomendado nas últimas semanas. Atenção para o caso particular das tangerinas, uma vez que é já a época da sua colheita, há que suspender qualquer tipo de tratamento com produtos químicos.

Sendo a cultura da anoneira muito importante no calendário agrícola da região (cultura típica), exige-se uma especial vigilância sanitária. Há que manter o combate contra a cochonilha algodão e mosca da fruta (de referir que foi recentemente homologado um produto fitofarmacêutico para combater estes insetos), como tem sido referido nas semanas anteriores, tendo sempre muita atenção à época prevista para a colheita.

Nos pomares, quer de prunoideas, quer de pomoideas, dever-se-á fazer o tratamento de inverno, caso ainda não tenha feito o primeiro tratamento (inseticida/acaricida+ fungicida) para combater as formas hibernantes, nomeadamente de cochonilhas e aranhiço vermelho e a desinfeção das feridas causadas pela queda das folhas.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

- Vinha:

Dever-se-á proceder ao controlo de infestantes anuais, consultando a ficha técnica dos vários produtos fitofarmacêuticos existentes no mercado, de forma a escolher o mais adequado para a sua situação. No caso de ter sido detetado a presença de cochonilha algodão na última campanha, há que efetuar um tratamento de inverno localizado, para combater as formas hibernantes.

OPERAÇÕES CULTURAIS

- Mobilização do solo:

Recomenda-se continuar com a mobilização dos solos, uma vez que ainda há condições meteorológicas para tal, incorporando os estrumes e os corretivos necessários, de acordo com resultados de análises laboratoriais.

Proceder ainda à abertura das valas regos que se considerem vantajosas, para evitar a estagnação das águas das chuvas e eventuais desmoronamentos de paredes e perda de solo útil.

- Sementeira:

Para os agricultores mais distraídos, ainda à margem temporal, pode iniciar a sementeira de algumas hortícolas como, por exemplo, alface, cebola, nabo, ervilhas e favas, uma vez que o estado do tempo continua a favor.

- Plantação:

Apesar da previsão de precipitação fraca para os próximos dias, poder-se-á continuar, para quem ainda não o fez, com a plantação de couves, alfaces, alho, favas, cebola e morangueiro, assim como de algumas fruteiras, nomeadamente cerejeira, pessegueiro, macieira e pereira.

- Jardim:

Mantém-se a recomendação da semana anterior, ou seja, conservar o jardim limpo, procedendo à apanha da folhagem caída e aproveitando-a, juntamente com outros restos de plantas, ervas e outros detritos, para o fabrico do ‘composto’. Aconselha-se ainda a podar roseiras e outros arbustos, bem como as árvores que não estejam em flor.

AVISO:

Sr. agricultor, tem sido recomendada a aplicação de produtos fitofarmacêuticos para combater pragas e prevenir doenças, de forma a obter boas produções agrícolas, mas relembra-se que deixou de ser permitido, após o dia 26 de novembro, comprar, manusear e/ou aplicar produtos fitofarmacêuticos de uso profissional a quem não se encontre habilitado para tal (cartão de aplicador). Esta habilitação é obtida em ações de formação ministradas por entidades certificadas ou na Direção Regional de Agricultura (DRA). O agricultor com habilitação, mas ainda sem o respetivo cartão de aplicador, poderá apresentar o certificado em substituição do mesmo.

Para qualquer esclarecimento adicional sobre este assunto, deverá contactar o Núcleo de Produtos Fitofarmacêuticos, situado no Edifício Golden Gate, na Avenida Arriga, n.º 21 A, 3.º andar ou através do telefone 291 204 250.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar os seguintes serviços da Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural:

- No âmbito da produção convencional (proteção integrada):

Direção de Serviços de Desenvolvimento Rural
Divisão de Apoio ao Agricultor
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 214 310

Direção de Serviços de Assistência Técnica e Mecanização Agrícola
Divisão de Assistência Técnica e Mecanização Agrícola
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

- No âmbito da produção biológica:

Direção de Serviços de Desenvolvimento de Agricultura e Pecuária Biológica
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 744 190

Comentar

Código de segurança
Atualizar