1 1 1 1 1 Pontuação 2.00 (1 Votos)

Participação positiva da Madeira na 54.ª Feira Nacional de Agricultura

fna2017 cozinha ao vivo Terminou no passado dia 18 de junho, a 54.ª Feira Nacional de Agricultura/64.ª Feira do Ribatejo, o mais importante certame especializado nos setores da agricultura e do agroalimentar realizado em Portugal e que conta com uma média de 180 mil visitantes, um evento que decorreu em Santarém e cujo tema central foram os “Cereais de Portugal”, tendo o Secretário Regional de Agricultura e Pescas, Humberto Vasconcelos, considerado a participação da Região Autónoma da Madeira com um “saldo francamente positivo”.

De referir, a propósito, que a Região mantém uma presença constante na Feira desde 1990.

No decorrer dos nove dias, a Feira promoveu o que de melhor no sector se faz em Portugal, tendo o pavilhão da Madeira despertado muita curiosidade aos visitantes, alguns já bem conhecedores dos nossos produtos regionais, como foi o caso da ilustre visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que fez questão de saborear a poncha regional.

Sucesso fizeram também as três iniciativas da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas “Sentir a Ilha da Madeira” no espaço Cozinha ao Vivo da Feira, com o destaque a ser dado na primeira à panificação, aos produtos láteos, com o requeijão e o queijo fresco, e à doçaria; na segunda foi dada especial atenção aos frutos regionais, às sidras, vinagres e licores e, na última iniciativa, ao Vinho Madeira, Rum Agrícola e mel de cana, harmonizados com a doçaria tradicional e o chocolate regional, com o tema “Néctares com História”.

De facto, a diferenciação, aliada à qualidade dos nossos produtos agroalimentares, tem sido um fator por várias vezes referido no pavilhão da RAM, sempre muito visitado.

 

fna2017 visitaSecretario Para Humberto Vasconcelos, a Feira é uma referência, pelo que é importante a representação institucional, dando a oportunidade às empresas regionais de estarem presentes para se promoverem. “Não podemos estar em todas as feiras, mas temos que estar nas feiras que têm repercussões positivas para a nossa economia e que dignifiquem os produtos. A Feira de Santarém é um exemplo claro disso”, disse o governante, adiantando que “a agricultura regional está a ter um papel determinante na redução do desemprego e no combate a desertificação de alguns concelhos”.

Na visita que realizou à Feira no dia 14 de junho, acompanhado pelo Diretor Regional de Agricultura, Paulo Santos, o governante teve ainda a oportunidade de conversar com o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos.

Da Região, marcaram presença as seguintes empresas: 3 Corações; Albano Almeida, Chocolates Joo; ECM; Engenho Novo da Calheta; Fábrica de Mel do Ribeiro Seco; Fábrica de Santo António; GESBA; Henriques & Henriques, Vinhos S.A.; HM Borges, Sucrs., Lda. - Vinho Madeira; Insular de Moinhos; IVBAM; - J. Faria & Filhos; Madeira Wine Company; Maracujá Madeirense; Martins & Martins; Pereira d'Oliveira Vinhos; Quinta do Barbusano, Lda.; Quinta Pedagógica dos Prazeres; Requejema; SantoQueijo; Terramiga; Vinhos Barbeito; Vinhos Justino's; Uaucacau; e a Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Confeitaria da Região Autónoma da Madeira (AIPCRAM).

 

Direção Regional de Agricultura

Comentar

Código de segurança
Atualizar