1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

A alimentação saudável em família

alimentacao saudavel em familia 1 Uma alimentação familiar saudável é a chave para saúde, qualidade de vida e bem-estar. Mas, com a falta de tempo e a grande variedade de produtos processados disponíveis nas superfícies comerciais, muitas pessoas ficam perdidas, sem saber como aplicar as regras para uma boa nutrição no seu dia-a-dia.

No entanto, comer bem é mais fácil do que pode parecer. Incorporando alguns hábitos simples na rotina, todos somos capazes de proporcionar mais equilíbrio na alimentação familiar:

1. Evite comprar alimentos muito processados – substitua-os por alimentos menos processados e naturais

Ter alimentos muito processados e já prontos para consumo na sua despensa é uma tentação (chocolates, bolachas, bolinhos, batata-frita, …). Para evitar cair na tentação, não os compre. No seu lugar, opte por adquirir alimentos mais naturais (frutas, legumes e hortaliças, frutos secos e frutos oleaginosos) ou menos processados (importante avaliar o rótulo);

2. Cozinhe mais em casa

Sempre que possível, faça refeições em casa ou leve a marmita para o trabalho. Apresenta várias vantagens, entre elas, a de poder decidir que ingredientes utiliza, que porções a colocar e a qualidade da preparação. Se não tiver tempo de cozinhar todos os dias, faça mais quantidade a pensar em outras refeições (coloque no frigorifico ou congele em porções);

 

3. Faça as refeições em ambiente calmo e relaxado

Evite distrações à mesa, como televisão, tablet ou telemóvel, regra que vale tanto para os filhos quanto para os pais. Dividir a atenção da comida com outras distrações pode tirar o prazer de comer, um aspecto importante da alimentação, além de correr o risco de comer além do necessário;

4. Evite a monotonia e o desperdício

Para evitar “comer sempre o mesmo”, a planificação semanal das ementas é uma excelente opção. Pode, com base nesta estratégia, fazer uma lista de compras, de forma a gerir melhor os produtos que já tem ou que necessita comprar para as ementas que vai criar. Desta forma, também pode contribuir para reduzir o desperdício alimentar em sua casa;

5. Desenvolva uma horta caseira

Caso tenha espaço, ter uma horta caseira é uma forma económica e consciente de incentivar a alimentação saudável na família. Seguir todas as etapas do cultivo do próprio alimento, desde a sementeira até à colheita, é uma forma de promover a educação alimentar. Além disso, plantar também é uma excelente terapia: reduz o stress e a ansiedade. Toda a família poderá fazer parte dessa actividade, o que ajuda a estreitar os laços afectivos e valorizar o trabalho;

6. Seja o exemplo

Quem tem filhos, sabe que estes tendem a imitar os pais, adquirindo deles bons ou maus hábitos. Isto significa que se os pais não têm uma alimentação saudável, haverá uma grande probabilidade de que seus filhos também façam o mesmo, e posteriormente levar esses hábitos pela sua vida.
Portanto, seja um modelo para os seus filhos, e até para outros membros da sua família que também tenham vontade de aderir à alimentação saudável.

Coloque em prática estas dicas e ofereça mais saúde à sua família!


Sandra Anjos
Nutricionista – CP- 0721N
Especialista em Nutrição Comunitária e Saúde Publica
Serviço de Saúde da RAM, EPERAM

Comentar

Código de segurança
Atualizar