1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Sidra da Madeira IG – o reconhecimento merecido!

sidra da Madeira IG DICAs 1 A produção de sidra está diretamente relacionada com a dos peros/maçãs, os quais são cultivados nas zonas altas da costa norte, acima dos 400 metros, e da costa sul, para cima da cota dos 500 metros, da ilha da Madeira, onde vive uma população em geral envelhecida e muito dependente da agricultura tradicional.

Para apoiar as economias locais daqueles territórios rurais, a Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural decidiu avançar com a construção de várias sidrarias comunitárias nas zonas onde uma produção significativa o justifique, de molde a conferir maior valor acrescentado, logo rendimento, a esta bebida com longa história, a passar pelo aumento da sua qualidade comercial.

Assim, estão projetadas três sidrarias, estando já operacional a de Santo António da Serra, seguindo-se-lhe nos próximos dois anos, as de São Roque do Faial e da Camacha. A também antes preconizada para os Prazeres, entretanto, teve desenvolvimento por iniciativa privada e entrará em laboração ainda este ano.

A par do projeto de instalação de uma rede pública de sidrarias da Região Autónoma da Madeira, foi já este ano instituído o regime jurídico aplicável à sua produção e comercialização para conferir ao sector a devida dignidade, transparência e defesa das produções, sistema diga-se pioneiro em Portugal, e, face a uma recente (desde 2016) organização dos produtores, com a criação da Associação de Produtores de Sidra da Região Autónoma da Madeira (APSRAM), assinale-se também o desenvolvimento do complexo processo de valorização da bebida através de um dos sistemas de qualificação e proteção da genuinidade da União Europeia, neste caso o das indicações geográficas protegidas.

A “Sidra da Madeira”, produzida única e exclusivamente de maçãs/peros oriundos da Região Autónoma da Madeira, nasceu a 14 de outubro de 2020, data de apresentação do seu pedido de registo como denominação de origem protegida à Comissão Europeia. A “Sidra da Madeira”, que já pode utilizar a expressão “IG”, de indicação geográfica, com proteção jurídica a nível nacional, significa uma sidra que apresenta características distintas de qualquer outra por ser produzida numa área geográfica particular, a Madeira, a partir de variedades locais influenciadas pelas suas condições edafoclimáticas, e por um “saber fazer” dos seus produtores, transmitido, ao longo dos tempos, de geração para geração.

 

 

A “Sidra da Madeira IG” está a ser produzida pela segunda vez na Sidraria de Santo António da Serra – Ribeira de Machico. Tem sido com redobrado entusiasmo que vários produtores vêm recorrendo àquelas instalações para a produção da sua sidra, reconhecendo aquela disponibilizar-lhes condições tecnológicas que asseguram processos mais eficientes e um mais adequado controlo da evolução de todas as fases de transformação, a passar pela garantia da qualidade higiénica e qualidade enológica dos produtos finais. sidra da Madeira IG DICAs 2 Se uns continuam a optar apenas pela obtenção do mosto, beneficiando do corte e do esmagamento dos peros, a maioria aderiu a todos os serviços prestados pela sidraria, que além daqueles incluem, entre outras, as operações de fermentação, de filtração e armazenamento/acabamento, todas com controlo e acompanhamento de enólogo da Direção Regional de agricultura e Desenvolvimento Rural, a concluir com o engarrafamento como “Sidra da Madeira IG”.

Uma coisa é certa... nunca se falou tanto de sidra e, supomos, ainda se vai falar mais!


Regina Santos
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural
Divisão de Inovação Agroalimentar

Comentar

Código de segurança
Atualizar