1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

100% da NOSSA Terra SEM desperdícios - a nova rubrica do DICAs

abóbora DICAs A nova rubrica do DICAs 100% da NOSSA Terra SEM desperdícios tem por objetivo estabelecer o paralelismo entre a promoção do consumo dos produtos da Região Autónoma da Madeira e a valorização da proximidade entre a produção e o consumo, com a redução das perdas ecológicas ao longo das cadeias da produção de alimentos e do desperdício alimentar.

A produção local é ajustada e planeada pelos produtores locais e é realizada com base nas culturas da época, privilegiando as variedades e consociações de culturas que garantem a biodiversidade e preservação dos recursos naturais (água e solo).

Uma das respostas a um dos desafios atuais da sustentabilidade da produção ao
consumo é a Economia Circular:

• consumir alimentos produzidos localmente;
• produzir e comercializar produtos alimentares “saudáveis”, não só do ponto de vista nutricional, mas também pela forma como são produzidos e;
• aproveitar os alimentos ao máximo.

A análise e transformação dos hábitos de consumo alimentar são fundamentais para a correta adoção das medidas apropriadas e possíveis, bem como necessárias à redução do seu impacto nos ecossistemas.

Ao consumir produtos locais está a contribuir para a sustentabilidade agrícola, ambiental e da economia local, bem como para a preservação da identidade, qualidade e sabor.

Ana Ghira
Divisão de Inovação Agroalimentar

Abóbora

Descrição botânica

Nome Científico: Cucurbita spp
Nomes populares: abóbora, abóbora-amarela, abóbora-menina, abóbora-moranga, etc.
Família: Cucurbitaceae
Origem: América Central, América Norte e América do Sul.
Ciclo de vida: anual.
Luminosidade: sol pleno.
Plantação: início do verão. Temperaturas favoráveis: entre os 20 oC e 28 oC
Colheita: 120 dias após sementeira.

As abóboras apresentam os dois sexos na mesma planta, em flores separadas (masculinas e femininas). As flores são grandes e frágeis, de coloração amarela ou alaranjada.

A planta pode se autopolinizar ou ser polinizada de maneira cruzada por insetos.

As abóboras apresentam casca dura quando maduras e polpa amarela ou alaranjada, podendo atingir pesos elevados.

 

 

Os seus frutos também podem ser consumidos verdes, com textura e casca bem macia.

Nutrientes

Vitaminas: A, C, E, K, B5 e B6.
Sais minerais: magnésio, fósforo e ferro.
Possuem betacaroteno e fibras e são pouco calóricas.

Sugestões de utilização

Os frutos e as flores das abóboras são comestíveis.

A abóbora pode ser consumida cozinhada ao vapor, grelhada, assada no forno, refogada, em sopas, purés e cremes.

Devido ao seu grande tamanho, ao se abrir uma abóbora deve ser toda consumida, no entanto, pode ser cortada em cubos para congelar. Pode ser utilizada em produtos de panificação e pastelaria, como geleias, doces e compotas.

As flores masculinas podem ser consumidas cruas ou fritas, com queijos ou utilizadas como decoração de pratos.

As sementes da abóbora podem ser consumidas secas ou tostadas, como snacks ou em saladas.

A casca pode ser assada no forno e utilizada como aperitivo, saboroso e crocante.

Receita

abóbora DICAs receita Creme de abóbora

Ingredientes (4 pessoas):

1kg de abóbora amarela
1 cebola
2 dentes de alho
1 colher de sopa de caril
2 colheres de sopa de azeite
30gr de pevides de abóbora
Sal q.b.
Gengibre q.b.

Preparação:

Descascar e cortar a abóbora em cubos. Reservar.
Descascar a cebola, o alho e o gengibre e cortar em lâminas. Refogar com o azeite durante 10 minutos. Acrescentar a abóbora, o sal e o caril e deixar cozinhar mais 10 minutos.
Acrescentar 1,5l de água e deixar cozinhar lentamente.
Corrigir o tempero e usar varinha mágica ou outro liquidificador para reduzir a um cremoso puré.
À parte, tostar ligeiramente as pevides em frigideira e temperar. Acrescentar ao creme.

Bom apetite!


Natália Silva
Divisão de Inovação Agroalimentar

Comentar

Código de segurança
Atualizar