1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos 25a31 agosto (LEGENDA)

De acordo com os apuramentos meteorológicos do período compreendido entre 3 e 9 de novembro (ver quadro), voltámos ao tempo nublado e chuvoso e com as temperaturas a baixar paulatinamente. Continuamos com instabilidade nas condições climatéricas (a alternância tem sido semanal), no entanto, as regas deverão ser reduzidas, uma vez que os índices de precipitação voltaram a ser significativos. Por sua vez, a aplicação de produtos fitofarmacêuticos deverá apenas ser agendada para os dias com previsão de ausência de precipitação, com especial atenção também à velocidade do vento.

Nos locais em que os valores registados da precipitação (P) sejam superiores aos da Evapotranspiração potencial (ETP) (ver quadro), poder-se-á suspender as regas.

Nas previsões climáticas para a próxima semana, (até 19 de novembro), é esperado a continuação de nebulosidade em toda a região, e ocorrência de alguma precipitação, com mais intensidade nas costas viradas norte, temperaturas médias continuarão a cair de forma gradual.

Morangueiro

Morangueiro é o nome comum de um conjunto de espécies, com seus híbridos e cultivares, do género Fragaria L., que produz o morango, incluindo um conjunto alargado de espécies e variedades silvestres.

Existem mais de 20 espécies do género Fragaria que recebem a designação comum de morangueiro, com ampla distribuição nas zonas temperadas e subtropicais.

É um pseudofruto, pois, na verdade, o verdadeiro fruto são os "pontos pretos" (aquénios) ao redor do morango, porém, todo o recetáculo do morango se torna carnoso e suculento.

morangueiro1O morango frágil, perecível e delicado é dos frutos mais apetecidos no início do verão e não apenas em Portugal, já que este irresistível fruto está no topo dos frutos mais consumidos em todo o mundo.

Existem dois tipos de morangueiros. Os não remontantes (dias curtos) e os remontantes (dias longos) e cada um com datas diferentes de plantação.

Os morangueiros precisam de frio e horas de luz para produzirem em quantidade e qualidade e, por isso, a data de plantação é extremamente importante para se obter um bom rendimento.

Numa zona fria não haverá problema em plantar antes do Inverno, mas, atenção, os morangueiros gostam de frio, mas não do gelo, e devem ser protegidos sempre que exista previsão de geada. Numa região mais amena podem ser plantados no início da primavera, desde que as plantas venham do frio (provavelmente, de câmaras frigoríficas) ou, então, devemos selecionar variedades menos exigentes em frio, como é o caso da Camarosa.

Não remontantes

São conhecidas também como as variedades de dia curto, produzem só uma vez no ano, normalmente durante a Primavera (até fins de junho) e são mais produtivas.

As variedades Camarosa e Chandler talvez sejam as mais conhecidas. Estas variedades precisam dos dias curtos e do frio para induzir o aparecimento das flores e frutos, assim, não devemos plantar (estolhos) depois de 20 de outubro, para garantir que não só iniciem o seu desenvolvimento antes da chegada do frio como também induzir a indução floral por altura dos dias curtos.

Remontantes

São os morangueiros de dias longos, pois precisam de dias longos para induzir o aparecimento de flores e frutos e, como tal, têm a capacidade de produzir durante todo o verão e parte do outono. As variedades Portolas, Albion e Diamante são as variedades mais conhecidas no nosso País e podemos plantar estas variedades em três alturas distintas do ano: até 15 de novembro, em março e uma terceira em junho/princípios de julho.

 

previsoes meteorologicas 1a10 setembro (NOTA)

Se plantarmos em novembro devemos renovar o morangueiro em junho/julho, ou seja, devemos cortar a coroa (zona da saída da planta da terra) para voltar a crescer e produzir.

Plantação

morangueiro2 A plantação dos morangueiros varia consoante o local e a região onde é feita, contudo, é possível plantar morangueiros de outubro até janeiro. Pode optar por plantar os seus morangueiros em camalhões ou, se quiser, pode plantá-los em vasos ou floreiras. Se optar por plantar em camalhões, estes deverão ter uma altura superior a 25 cm. A sua forma arredondada serve para evitar a acumulação de água. A largura deve ser compreendida entre 60-70 cm, de modo a incluir duas filas de plantas num único camalhão.

Não plante demasiado fundo porque a planta terá dificuldade em originar novas folhas, nem demasiado à superfície porque, dessa forma, a planta terá dificuldade em emitir raízes.

Quanto ao compasso de plantação, devemos utilizar 30 cm entre as plantas na linha e 30 a 35 cm na entrelinha, sendo as plantas dispostas em quincôncio, em canteiros com duas, em função da dimensão dos camalhões, do porte do cultivar e da humidade do ar no local. São utilizadas de 65 a 80 mil plantas por hectare, de acordo com o espaçamento e a área entre camalhões.

Porquê armar o solo em camalhões? Cobrir o solo ou não?

morangueiro3 Uma das especificidades desta cultura é o facto de ser sensível ao encharcamento, razão pela qual o morangueiro deve ser plantado em cama elevada (camalhão).

Cobrir o solo é essencial, não só para que o fruto não entre em contacto com a terra, não perdendo valor comercial, como também para aumentar a precocidade da colheita, induzida pelo aumento da temperatura do solo e ainda para evitar a emergência de infestantes.

Limpeza

Ao longo do seu desenvolvimento, o morangueiro exige uma limpeza ao nível das folhas antes da sua floração, que promove o seu correto desenvolvimento. Retire as folhas velhas para permitir às plantas um eficiente arejamento, reduzindo assim o risco de aparecimento de doenças e a incentivar o crescimento de folhas novas.

Miguel Teixeira
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura/DSDA
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento, deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural:

Direção de Serviços de Desenvolvimento Agronómico /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Comentar

Código de segurança
Atualizar