1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Sanduíche de…

dia da sanduiche 1 A sanduíche, cujo dia foi comemorado no passado dia 3 de novembro, é o nome dado ao “petisco” composto por duas fatias de pão, contendo entre elas variados tipos de alimentos e ingredientes, como carnes, queijos, enchidos, legumes, molhos, etc.

Já antes de Cristo, nos rituais da Páscoa judaica, se misturava o pão com outros alimentos. Em muitas culturas, come-se massa misturada com alguma coisa e o próprio pão tem o formato adequado para o recheio.

Apesar do hábito ancestral, a conceito de “sanduíche” reporta a 1762, com o inglês John Montagu, 4.º Conde de Sandwich, uma vila da Inglaterra. Este aristocrata tinha uma enorme paixão pelo uíste, jogo de cartas popular entre os britânicos. O seu gosto pelo jogo era tal que se recusava a fazer interrupções para comer, colocando os seus servos a levar-lhe comida entre duas fatias de pão para se alimentar.

Desde então, a sanduíche, nas suas mais variadas formas, popularizou-se internacionalmente, especialmente em países como Inglaterra, Países Baixos, Alemanha, Itália (bruschetta, tramezzino, panino), Estados Unidos (cachorro-quente, hambúrguer), Espanha (bocadilhos), entre outros.

Com a Revolução Industrial (Século XVIII e Século XIX), a sanduíche tornou-se popular nos almoços rápidos para trabalhadores das grandes cidades e uma opção rápida, apesar de pouco nutritiva, nas jornadas de trabalho mais extensas.

A variedade de sanduíches aumentou. O hambúrguer, a receita mais famosa de todas, popularizou-se nos Estados Unidos no final do século XIX, provavelmente levado por imigrantes alemães, e ganhou o mundo em meados do século XX, com o surgimento das grandes redes mundiais de fast-food. A partir dessa base, surgiram variações e a sanduíche ganhou denominações diferentes, de acordo com os ingredientes e lugares onde é consumida.

Pode-se chamar de sanduíche, sandocha, emparedado, sánguche, sangüiche, bolo, lanche, pepito e muitas outras designações em baguetes, hambúrgueres ou os famosos cachorros-quentes.

No ritmo do dia atual, a sanduíche tornou-se uma boa alternativa alimentar,k devido ao seu lado prático e funcional, e é grandemente apreciada e consumida pelas camadas mais jovens.

A verdade é que, com os ingredientes certos, a sanduíche pode tornar-se numa refeição saudável, podendo até ser mais nutritiva que um “prato de garfo e faca” rico de gordura animal e pobre em hortícolas.

 

Os hortícolas e a fruta são alimentos que se destacam para a promoção de hábitos alimentares saudáveis e uma refeição à base de sanduíche pode ser uma boa escolha:

- se optar pelo pão escuro, com preferência para os cereais integrais ou mistura de cereais, e variar, evitando o pão branco com adição de gorduras e/ou açúcar, como alguns tipos de pão de forma;

- se incluir hortícolas, tais como alface, tomate, cenoura ou pepino, entre outras, e juntar a fonte proteica, como queijo, ovo cozido, pescado cozinhado ou em conserva (por exemplo, atum ou sardinha, de preferência em água). As pastas de grão-de-bico e de feijão são boas opções para os vegetarianos.

As sanduíches devem ser bem protegidas do calor e, para isso, é necessário que sejam bem acondicionadas em embalagens próprias.

Deixo uma receita de sanduíche saudável, fácil, rápida e de baixo-custo, como forma de incluir hortícolas nos seus lanches ou eventualmente uma alternativa para almoço.

Sandes com pasta de grão e hortícolas

Dose para 4 pessoas

Ingredientes

• 200 g de grão-de-bico

• 1 colher de chá de açafrão (3 g)

• 20 g alho

• 1 colher de sopa de azeite (10 g)

• 100 g de beterraba

• raspa e sumo de 1 limão

• 100 g de mistura de alfaces

• 40 g de coentros

• 8 fatias de pão de mistura ou integral

Modo de preparação

1. Coloque o grão-de-bico, o açafrão, o alho, o azeite, a beterraba, a raspa e o sumo de limão e triture com uma varinha mágica até obter uma massa homogénea;

2. Corte a mistura de alfaces e pique os coentros;

3. Coloque no meio de duas fatias de pão a pasta de grão-de-bico e recheie com a mistura de hortícolas.

Adaptado da receita do Chef Fábio Bernardino (Programa Nacional de Promoção da Alimentação Saudável da DGS)

Teresa Esmeraldo
Nutricionista 0235N
SESARAM, EPE RAM
Estratégia Regional de Promoção da Alimentação Saudável e Segura

Comentar

Código de segurança
Atualizar