1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos 25a31 agosto (LEGENDA)

De acordo com os apuramentos meteorológicos do período compreendido entre 1 a 7 de setembro (ver quadro), os valores de precipitação estão a aumentar gradualmente, com exceção feita a Calheta, São Vicente e Santo da Serra, com valores bastante significativos. Quanto às temperaturas, verifica-se que ainda continuam relativamente altas, pelo que as regas têm de ser devidamente programadas e com maior frequência. Quer as regas, quer a eventual aplicação de produtos fitofarmacêuticos, deverão ser sempre efetuadas nas horas de menor calor.

Nas previsões climáticas para a próxima semana (até 17 de setembro), esperam-se poucas alterações relativamente à semana anterior, ou seja, a continuação de nebulosidade em toda a Região, podendo alternar com céu limpo e/ou aguaceiros, temperaturas máximas com tendência para baixar, precipitação pouco significativa e a acontecer apenas a norte da região.

Vindimas

As vindimas consistem na colheita dos cachos de uvas (foto 1), destinados à produção de vinho, quando estas atingem o grau indicado de amadurecimento.

vindimas 1
Foto 1 – Colheita dos cachos de uvas – vindima

Num sentido mais lato a vindima engloba o período entre a colheita das uvas e o início da produção do vinho. Os cachos são então enviados para os lagares, onde começa a produção de diversos tipos de vinhos. Para obter uma boa qualidade de vinho é necessário escolher a data exata em que se deve iniciar as vindimas.

A vindima tem data variável de ano para ano e está diretamente ligada às condições climatéricas e ao grau de maturação das uvas.

As vindimas têm lugar, habitualmente, em setembro, após uma decisão nesse sentido tomada pelos enólogos, que desde o final de agosto analisam amostragens para controlar a maturação das uvas, assim como a acidez, peso e cor. É necessário encontrar o grau de acidez indicado porque com o passar do tempo os ácidos transformam-se em açúcares, o que leva a um aumento do grau alcoólico.

Cabe aos produtores, em função da casta, determinar a relação que mais lhes convém em função do tipo de vinho que pretendem produzir. Também é possível prever a melhor altura para as vindimas através de um método popular que consiste em verificar quando murcham os pés das uvas e as peles dos bagos começam a contrair.

Posteriormente, deve ser feito o transporte dos cachos nas melhores condições (foto 2), já que, devido ao calor próprio da época, as uvas amassadas começam a fermentar antes do tempo.

vindimas 2
Foto 2 – Transporte das uvas colhidas, em baldes

Apenas as uvas de boa qualidade estarão aptas a produzir bons vinhos. É por isso que muitos produtores descrevem detalhadamente a forma como as uvas foram transportadas e acondicionadas (normalmente em pequenas caixas de plástico, com um peso máximo de 20 kg).

Marcada a data da vindima, é iniciado um dos mais característicos momentos da etnografia portuguesa (Vindimas era o significado de convívio, festa, música e diversão, mas também muito trabalho).

O dia começava bem cedo, juntavam-se a família e amigos para aquele dia muito esperado, numa tradição que atravessa gerações: as mulheres, auxiliadas pelas crianças, cortam os cachos, que são colocados em caixas. Cabe então aos homens transportar estas caixas/cestos para os lagares (foto 3). Antigamente eram grupos de homens que pisavam as uvas, sistema que gradualmente foi sendo substituído por métodos mecânicos.

 

previsoes meteorologicas 1a10 setembro (NOTA)

Na época das vindimas são organizadas nas diferentes terras ou regiões onde existe esta atividade as chamadas Festas das Vindimas, uma tradição histórica que atrai imensos turistas, como acontece, por exemplo, na nossa Região.

A música das concertinas e os cânticos folclóricos ou até ao desafio invadiam a madrugada.

vindimas 3
Foto 3 – Após a colheita, a ‘pisa’ das uvas nos lagares

Curiosidade: Vindima tardia

Passado o tempo normal das vindimas, eis os trabalhadores na vinha, com tesouras e caixotes que se enchem de uvas. Os últimos meses do ano são a época dos Colheita Tardia, vinhos delicados e doces que nascem da anacrónica simbiose entre tempo frio e húmido, fungos cinzentos e muita sabedoria.

Alguns vinhos com Denominação de Origem são designados como "vindima tardia". Estes têm de ser comercializados sob a sua variedade e ano de vindima. São vinhos que não podem ser enriquecidos. Como o nome indica, a vindima tardia consiste em fazer uma apanha da uva mais tarde, dando tempo para que o fungo Botrytis cinerea contamine as uvas (foto 4), como atrás referido, o que vai conferir ao vinho um sabor adocicado. Chamam-lhe podridão nobre.

vindimas 4
Foto 4 – Uvas com vestígios de podridão cinzenta – Botrytis cinerea

Sabedoria popular

• Em setembro, planta, colhe e cava, que é mês para tudo;

• Quem planta no outono, leva um ano de abono;

• Setembro que enche celeiro dá triunfo ao rendeiro.

Miguel Teixeira
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura/DSDA
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento, deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Comentar

Código de segurança
Atualizar