1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (2 Votos)

Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural promove seminário sobre “Mango e Abacate – Produzir Mais e Melhor”

seminário mango e abacate CARTAZ peq No próximo dia 12 de novembro, o Governo Regional, através da Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, vai promover a realização de um seminário com a temática “Mango e Abacate – Produzir Mais e Melhor”.

A procura de frutas tropicais como o mango e o abacate segue em crescendo no mercado internacional, especialmente no europeu. Segundo os dados mais recentes da Organização Mundial do Abacate (WAO), mais de 350 mil toneladas de abacate foram consumidas na Europa em 2015. Em 2016, o consumo cresceu 10% e, em 2017, registou um crescimento superior a 15%. O mesmo ocorreu com o mango, reconhecido como um dos frutos tropicais por excelência.

Se a produção mundial de abacate atinge cerca de 6 milhões de toneladas, a maioria concentrada no continente americano, a de mango atinge 40 milhões de toneladas e está distribuída sobretudo na índia, China, Tailândia, Indonésia, Malásia, Paquistão, Filipinas, Austrália, Nigéria, África do Sul, México, Brasil e Peru. Por outro lado, os principais importadores de mango são os Estados Unidos da América e a Europa. O consumo de mango também está a crescer, especialmente em Itália, onde atingiu dois dígitos, com volumes a subirem 22% no primeiro trimestre de 2017.

Porém, a produção regional destes frutos, que dispõe de excelentes condições edafoclimáticas na ilha da Madeira, ainda não supre as necessidades de uma procura interna também crescente, seja no que se refere às quantidades, quer nas qualidades exigidas pelos consumidores.

A Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, ciente desta realidade e do potencial que estas culturas detêm no contexto da agricultura madeirense, convidou para participar neste Seminário, o insigne Professor Victor Galán Saúco, de nacionalidade espanhola, cuja área de trabalho tem sido, de há largos anos a esta parte, a investigação e a assessoria em fruticultura tropical e subtropical, com especial realce nas produções de mango, banana e lichia, tanto ao ar livre como sob coberto.

 

seminario mango e abacate VictorSauco Victor Galán Saúco, atualmente aposentado, mas ainda intensamente ativo como consultor privado em fruticultura subtropical, tem um currículo amplo e incomparável a nível internacional nesta área.

Como investigador, desenvolveu grande parte da sua atividade profissional no Instituto Canário de Investigação Agrária (ICIA), de 1980 a 2006, onde cedo alcançou o cargo de Chefe do Departamento de Pesquisa. De outros cargos exercidos pelo cientista, destacamos: Presidente da Sociedade Espanhola de Ciências Hortícolas (SECH), de 1995 a 2003; Presidente da Seção de Frutas Tropicais e Subtropicais da Sociedade Internacional de Ciências Hortícolas (ISHS), de 1999 a 2006, e Vice-presidente da Seção de Plátanos e Bananas da Sociedade Internacional de Ciências Hortícolas (ISHS), de 2006 a 2010.

Além de Membro de Honra da ISHS e da Associação Portuguesa de Ciências Hortícolas (APH), e de consultor da ONU, da Agência Espanhola para a Cooperação Internacional (AECID) e do National Mango Board (NMB) dos Estados Unidos da América, mais lecionou variadíssimos cursos de frutas tropicais em universidades europeias e latino-americanas e instituições governamentais, como é autor de muitos artigos científicos, livros e capítulos de livros em frutas tropicais.

Vitor Galán Saúco apresentará comunicações que abordarão as perspetivas agroeconómicas das culturas do mango e abacate no Mundo e recomendações para o seu melhor cultivo na Região Autónoma da Madeira. Também neste seminário, o Eng.º Luís Dantas, da Direção Regional de Agricultura, apresentará uma comunicação sobre a situação atual e potencialidades futuras das culturas tropicais e subtropicais na Região.

Esta iniciativa vem reativar um intercâmbio regular com Canárias, possibilitando a troca de informação e conhecimentos atualizados sobre as técnicas agronómicas mais indicadas ao desenvolvimento da produção do mango e abacate e de outras culturas tropicais e subtropicais, por forma a que a agricultura regional melhor enfrente os desafios que se colocam a estes cultivos, nomeadamente no que concerne às espécies, variedades e métodos de cultivo, tendo em conta, nomeadamente, as exigências em segurança alimentar e as alterações climáticas.

Por último, é de salientar que o Seminário em referência está integrado no programa mais extenso das Jornadas Técnicas de Trabalho do PERVEMAC II, que decorrerão no Funchal de 11 a 15 de novembro, um projeto de cooperação entre a Madeira, Canárias, Açores e Cabo Verde, sobre o impacto de pesticidas, micotoxinas e metais pesados presentes nos produtos vegetais na saúde dos consumidores da região da Macaronésia, a abordar noutra notícia desta edição do DICA.

O seminário “Mango e Abacate – Produzir Mais e Melhor” é dirigido a agricultores, a técnicos, e ao público em geral com interesse nestas culturas e a participação é gratuita, mas de inscrição obrigatória, através da seguinte ligação:

https://forms.gle/wndtnLHbAe7xYX358

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar