1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

A mosca branca na cultura da bananeira

mosca branca1A mosca branca Aleurodicus dispersus Russell (Homoptera, Aleurodidae) é um inseto de larga distribuição mundial, infestando e danificando várias culturas (bananeira, mangueiro, abacate, etc.) e um grande número de plantas ornamentais, sendo considerada uma espécie polífoga e daninha.

Esta praga existe na Região Autónoma da Madeira desde 2000, estando o foco principal localizado nas explorações de banana da Madalena do Mar.

As perdas de produção provocadas pela ação deste inseto podem ser elevadas, se não for controlado.

São insetos de 2-3 mm de comprimento, ligeiramente maiores que o resto das moscas brancas.

A fêmea realiza as posturas preferencialmente nas páginas inferiores dos seus hospedeiros, em forma espiral.

Os vários estados larvares são ovalados, sendo que os últimos estados são caracterizados por uma abundante secreção de melada e de substâncias cerosas brancas e filamentosas. Pode ter quatro gerações anuais.

O ovo é de forma alongada, branco ao início e amarelado na eclosão. Na postura, são cobertos com um pó branco ou abundante secreção algodonosa.

A pupa, por sua vez, é incolor ou amarelada, ligeiramente oval, de 1 e 1,25 mm de comprimento e 0,75 a 0,9 mm de largura, e produz abundante secreção algodonosa, branca e cerosa.

Finalmente, o adulto tem de 2 a 3 mm de comprimento e cor clara. Os olhos compostos (3-4 faces) e antena com 7 segmentos.

O ataque do inseto ocorre principalmente na página inferior das folhas. Em casos de grande ataque, chega também a cobrir o cacho e o próprio pseudotronco da planta.

Quando as populações são elevadas, a folha fica coberta de uma massa algodonosa branca em toda a sua extensão, impedindo a transpiração da planta.

 

mosca branca2Este fenómeno provoca a perda de clorofila, que se manifesta no início como manchas amarelas, até chegar à necrose e apodrecimento e subsequente queda da folha.

Esta espécie produz uma secreção abundante e açucarada onde se desenvolvem fungos variados.

Dispersam-se com facilidade através do voo e ter uma grande variedade de hospedeiros facilita o seu estabelecimento. As elevadas densidades de plantação utilizadas em muitos bananais possibilitam o aparecimento de condições para que a mosca branca tenha um desenvolvimento elevado nos meses mais quentes.

Os produtos autorizados para o combate a esta praga são o Actara 25WG (5 gramas/ 10 L água) e Fitanol (100 ml /10 L água).

Não se deve pulverizar os cachos que irão ser colhidos no mês seguinte.

As aplicações devem ser feitas de forma pontual e localizada, apenas onde a praga existe.

Para maximizar a eficácia e reduzir custos é necessário cumprir as seguintes medidas culturais:

- Limpeza de todas as folhas velhas e de algumas folhas verdes promovendo o arejamento da plantação;

- Não concentrar as fertilizações (principalmente o azoto) no período Primavera/Verão, efectuando a fertilização ao longo do ciclo cultural (durante todo o ano);

- E utilizar compasso de plantação adequado (2,5 m X 2,5 m = 6,25 m2 por planta).


Bruno Silveira
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Comentar

Código de segurança
Atualizar