1 1 1 1 1 Pontuação 4.50 (6 Votos)
moscadacouve1
moscadacouve2

A mosca da couve é um grande problema devido aos estragos que causa na cultura das brássicas, a exemplo da couve-flor, do brócolo, do repolho e da couve portuguesaque importa em grandes prejuízos económicos aos agricultores, pelo que é importante conhecer os sintomas provocados pela praga, bem como os produtos homologados para o controlo da mesma.

A mosca da couve é muito semelhante à mosca doméstica, mas mais pequena e cinzenta.

A larva é branca de forma cilíndrica (semelhante a um grão de arroz) sendo esta a que provoca os danos na cultura.


Ciclo da Praga:

Os ovos são postos no solo em pequenos grupos pela mosca, quase sempre próximo do colo da planta. A duração do desenvolvimento embrionário é de 4 a 6 dias a 15-20º C.

Após a eclosão dos ovos, surgem as larvas que enterram-se no solo e penetram na zona do colo da planta, onde escavam galerias nas partes mais tenras, atacando ainda o sistema radicular.

Ao fim de 3 semanas as larvas deixam a planta e pupam no solo. A duração do estado de pupa é aproximadamente de 20 dias. Após este ciclo, surgem outras moscas e repete-se o ciclo.

Estragos:

Podem verificar-se estragos nas plantas em viveiro e em todos os estados de desenvolvimento da cultura.

As larvas destroem a zona do colo e raízes, afetando deste modo o desenvolvimento das plantas, que murcham e morrem.

Os sintomas mais visíveis são o da murchidão e os danos na zona do colo das plantas que ficam destruídas.

Medidas de controlo:

moscapupas1) Técnicas culturais:

a) As mobilizações de solos (sachas), ao exporem as pupas, têm algum efeito na redução das populações desta praga;

b) A rotação das culturas (com famílias diferentes de brássicas) faz decrescer a população desta praga interrompendo o seu ciclo de vida, colocando no solo outras plantas que não sejam hospedeiras, por exemplo: feijão, abóbora, tomate.

2)  Luta química:

Para controlo desta praga deverá efectuar desinfeção do solo à cava do terreno. Além disso deverá desinfetar as plantas antes da plantação no local definitivo, com os produtos homologados para o controlo da Mosca da Couve.

Cultura

Concentração

ou Dose

Marca Comercial

e

Substância Activa

Empresa

I.S.

dias

APV

Observações
Brócolo 1,2-1,5kg/
1000m2
Pirifos 5G
(clorpirifos)*
Makteshim - 3695 à cava incorporar entre 5-10cm de profundidade na linha de plantação
Couve chinesa 4-5kg
1000m2
Pyrinex 5G
(clorpirifos)*
Makteshim - 2495 à cava incorporar entre 5-10cm de profundidade na linha de plantação
Couve-flor

40ml p.c./5l água

(2400plt)

Spintor
(spinosade)
Dow - 0288 desinfeção das plantas à plantação
Couve repolho

1,2-1,5Kg p,c. / 100m2

 

40 ml p.c /5l água
(2400 plt)

 

150-200ml p.c.
/hl

Pirifos 5 G
(clorpirifos)*

 

Spintor  (spinosade)*

 

Dursban 4
(clorpirifos)*

Makteshim

 

Dow

 

 

Dow

-

 

 

-

 

 

-

3695

 

 

0288

 

 

2355

 à cava incorporar entre 5-10cm de profundidade na linha de plantação

desinfeção das plantas à plantação

 

 aplicar no colo da planta 10 dias após a plantação e repetir passado 15-20 dias

Couve frisada e portuguesa

1,2-1,5 Kg p.c\
1000m2

 

40ml p.c/5l água
(2400plantas)

Pirifos 5G
(clorpirifos)*

 

Spintor
(spinosade)*

Makteshim

 

 

Dow

-

 

 

-

3695

 

 

0288

 à cava incorporar entre 5-10cm de profundidade na linha de plantação

 


desinfeção das plantas à plantação

p.c. = produto comercial;
*substância ativas

Isabel Freitas
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Questões  

# Vitor Manuel Martins Teixeira 02-05-2015 21:14
Eu gostava de fazer plantação de repolhos para consumo próprio, mas deixei de o fazer porque depois de os plantar e quando estão mais bonitos é quando eles vão morrendo de um a um, gostava que me desse o nome certo de um remédio para os poder desinfectar.
Obrigado
Responder | Responder com citação | Citar
# DRADR 06-05-2015 15:24
Boa tarde.

O controlo desta praga é mais fácil ou mais difícil, consoante as condições climáticas e as práticas culturais: temperaturas mais baixas facilitam o controlo, sendo igualmente aconselhável manter regas regulares e evitar o fendilhamento do solo.

As plantações não podem ser muito profundas para que o ataque não se dê acima do colo da planta, que é mais sensível. As rotações culturais são muito importantes mas infelizmente pouco praticadas.

A aplicação de produtos fitofarmacêuticos à base de clorpirifos tem demonstrado bons resultados.

A aplicação deve ser realizada sobre o solo antes da plantação, 12 a 15 kg/ha, misturando bem o produto com o solo.

No entanto, é sempre complicado controlar a praga, caso as condições de ataque sejam elevadas. Esta praga apresenta 3, 4 ou mais gerações anuais, a partir do início do mês de abril até o início de outubro, tendo as fêmeas uma fecundidade na ordem de 150 ovos.

Com os melhores cumprimentos,
a Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural.
Responder | Responder com citação | Citar

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar