1 1 1 1 1 Pontuação 1.50 (2 Votos)

Praga dos pequenos frutos (morango, amora, framboesa, mirtilo, cereja e ginja)
- a mosca de asa manchada (SWD) - (Drosophila suzukii)

figura1 Drosophila Suzukii adulto
Drosophila Suzukii adulto
figura2 larva na cereja
Larva de Drosophila Suzukii na cereja

Já referida na edição n.º 122 do DICA, a mosca de asa manchada (Drosophila suzukii) é uma pequena mosca com 2 a 3mm de comprimento, parecida com a "mosca do vinagre", mas causa danos principalmente na cereja, ginja e nos pequenos frutos (morango, framboesa, mirtilo).

A fêmea "pica" os frutos com o seu oviscapto para pôr os ovos perto do amadurecimento dos mesmos, desenvolvendo-se uma larva que leva ao seu apodrecimento e à queda dos frutos.

Esta praga poderá vir a atacar outras culturas, como a uva, ameixa, pêssego, damasco, maçã, figo, diospiro, kiwi, nêspera e até a anona.

Como ainda não existem produtos fitofarmacêuticos homologados para esta praga, a forma de luta que se recomenda para o controlo é a luta biotécnica (captura em massa), que consiste na colocação de armadilhas contendo uma mistura atrativa.

As armadilhas artesanais podem ser feitas com garrafas de água ou de sumo de 1,5l perfuradas a toda a volta, numa linha de 8 pequenos orifícios (3 a 5mm de diâmetro) um pouco abaixo do meio da garrafa.

 
figura3 armadilha com o atrativo
 

O fermento de padeiro (uma colher de sopa) com 4 colheres de açúcar diluídos em 500ml de água ou o vinagre de sidra são os atrativos recomendados para colocar nas armadilhas (garrafas), devendo ser renovados de 15 em 15 dias. Deve-se encher a garrafa até 1/3 da sua capacidade.

As garrafas devem ser colocadas na sombra da vegetação, a uma altura aproximada de 1 a 2 metros, de acordo com a altura das plantas e de preferência voltadas a sul. Devem ser colocadas nos pomares um mínimo 8 armadilhas por 1.000 m2, bem distribuídas pelo terreno.

A época indicada para a colocação das garrafas é cerca de 1 a 2 meses antes do início previsto do amadurecimento dos frutos, como meio de luta para a diminuição das populações.

Como o ciclo de vida da mosca não é interrompido durante o outono e o inverno, aconselha-se a manutenção do dispositivo de captura massiva durante estas estações.

 

Miguel Teixeira
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Teresa Luz
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Comentar

Código de segurança
Atualizar