1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

- As lagartas da couve transformam os compostos existentes nesses vegetais em compostos completamente diferentes, que não existem na natureza e que são impossíveis de sintetizar em laboratório, os quais poderão vir a resultar em medicamentos para, por exemplo, a gota.

 

Esta é a primeira conclusão de uma investigação que está a ser realizada na Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, em colaboração com a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança.

- As couves, devido ao seu alto e valioso valor nutricional, são um dos principais legumes utilizados na medicina tradicional desde a antiguidade. Julga-se mesmo que em algumas civilizações as couves eram utilizadas somente com o fim medicinal e não gastronómico. Na Grécia e em Roma costumava-se comer couve antes de uma refeição farta, ou simplesmente para prevenir doenças do estômago ou uma indisposição.

Mas é mais tarde, no final da Idade-Média, após este vegetal ter ganho uma grande popularidade entre os povos Europeus, que surge o termo "médico do povo" associado à couve, sendo utilizada para a cura das mais diversas enfermidades. Era também crença de que comer couve diariamente evitaria o aparecimento de doenças.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar