1 1 1 1 1

A faveira

faveira1 A faveira (Vicia faba) é uma planta herbácea da família das Leguminosas, agora renomeada Fabacea, e é uma das culturas mais antigas. As suas sementes são muito ricas em proteínas e hidratos de carbono.

A planta adulta forma um ou vários caules de tamanho variável, que pode atingir em certas condições um metro e oitenta centímetros de altura. As hastes têm forma quadrangular com ramificações. As folhas são grandes, alternadas, compostas e possuem cor verde acinzentada. Têm flores muito grandes, irregulares, de cor toda branca ou manchadas com pintas pretas. As vagens são alongadas, cilíndricas, por vezes achatadas, inchadas de comprimento indefinido.

 

A faveira é uma planta que se adapta bem ao clima outonal, suportando temperaturas de -3 a 4ºC, prefere solos argilosos com pH entre 5 e 8 e é relativamente tolerante ao excesso de salinidade.

A sementeira é feita em terreno definitivo utilizando 4 a 3 sementes por covacho, sendo conveniente haver um bom espaçamento entre plantas, de modo a facilitar o arejamento e a evitar doenças. Os compassos devem ter aproximadamente 20 a 30cm na entrelinha e 15 a 20cm na linha. No caso da cultura ser feita em consociação com a batata, o compasso deverá ser mais alargado.

Os amanhos culturais realizados são as sachas e as pequenas amontoas em volta do pé da cultura, evitando-se a compactação do solo, aumentando a circulação do ar perto das raízes e facilitando a ancoragem da planta.

As sachas são normalmente realizadas quando a planta atinge os 20 a 30cm de altura e, ao longo do ciclo cultural, são ainda realizadas as mondas das infestantes.

As regas devem ser feitas de forma a manter o solo húmido. Quanto à adubação, devem ser realizadas as análises ao solo por norma, sendo os valores médios da adubação de fundo de 10kg/1000m2 de Azoto, 60kg/1000m2 de Fósforo e 35kg/1000m2 de Potássio.

O ciclo da cultura varia conforme o local da plantação: na costa norte da Madeira a plantação é realizada normalmente entre setembro e novembro e a primeira colheita é realizada em março. As colheitas repetem-se semanalmente ao longo de 4 a 5 semanas. Na costa Sul a plantação é realizada entre dezembro e fevereiro e as colheitas são realizadas em março e abril, repetindo-se igualmente ao longo de 4 a 5 semanas.

Os valores de produção variam entre os 5 a 7 kg/m2.

As principais doenças desta cultura são o míldio, o oídio e a antracnose e as pragas a lagarta e os afídeos.

 

Avelino Freitas
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

 

Comentar

Código de segurança
Atualizar