1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (2 Votos)

A proteção integrada nas prunóideas

prun1 prun2

As prunóideas (ameixeira, cerejeira, damasqueiro, ginjeira, pessegueiro) apresentam grande diversidade e complexidade de problemas fitossanitários, que podem dar origem a perdas significativas de produção.

Entre as principais pragas que afetam estas fruteiras, destacam-se a mosca da fruta, os ácaros, os afídeos, o bichado da ameixeira e as cochonilhas. Das principais doenças evidenciam-se a antracnose, o cancro, o crivado, a lepra e a moniliose.

Para a prática da proteção integrada, é essencial ter conhecimento da cultura, dos seus inimigos, da intensidade do seu ataque, dos diversos fatores que contribuem para a sua nocividade (bióticos, abióticos, culturais e económicos) e ainda dos organismos auxiliares da cultura. Estes conhecimentos são absolutamente necessários para efetuar, de forma adequada, a estimativa do risco resultante da presença desses inimigos.

 

É, também, fundamental conhecer os meios de luta existentes contra esses inimigos e efetuar uma estimativa do custo da proteção fitossanitária. Nesta estimativa tem-se em conta não apenas as despesas relativas ao preço dos tratamentos mas também os efeitos secundários indesejáveis que estes podem causar.

Os meios de proteção devem ser aplicados de forma integrada e oportuna, privilegiando a luta genética (utilização de porta-enxertos tolerantes e/ou resistentes), a luta cultural (rotações e épocas e densidades de sementeira), a luta biológica (fomentando a limitação natural e/ou realizando tratamentos biológicos) e a luta biotécnica (reguladores de crescimento, feromonas etc) e recorrendo à luta química sempre como último recurso, utilizando apenas os produtos fitofarmacêuticos permitidos neste modo de produção.

Num próximo artigo, abordaremos mais pormenorizadamente alguns dos principais problemas que afetam estas cultura

Bibliografia consultada:

LUZ, J.P. (2005) - Panorama actual da protecção integrada de prunóideas. In Encontro Nacional de Protecção Integrada, 6, Castelo Branco, 14 a 16 de Maio, 2003 - Actas. Castelo Branco : IPCB. ESA : ENPI. p. 178-194. ISBN 972-8324-18-9.

Normas técnicas para produção integrada de prunóideas/coord. Miriam Cavaco. Lisboa: DGADR, 2012. Volume II, 228 p. (Divulgação, ISSN 0872-3249; 354). ISBN 978-989-8359-01-4.

 

Paula Rocha
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar