1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Pitaia, a fruta do dragão!

pitaia pitaia amarela
Foto 1 - Exemplar de pitaia amarela (Selenicereus megalanthus), obtido no Centro de Fruticultura Subtropical das Quebradas

A pitaia é uma planta rústica da família Cactaceae, conhecida como “fruta do dragão”. É uma planta epífita e trepadora, oriunda da América Central, e que pertence à tribo Hylocereae. Esta tribo apresenta, entre outros, dois géneros: Hylocereus e Selenicereus que são igualmente conhecidos como pitaias.

O género Hylocereus é conhecido como a pitaia vermelha, planta cujo fruto apresenta casca vermelha sem espinhos. O género Selenicerius é identificado como pitaia amarela, pelo fato de possuir fruto amarelo com espinhos.

As plantas da subfamília Hylocereae podem ser encontradas nos locais de origem em bosques, trepando as árvores, fixando-se a estes tutores por meio das raízes adventícias. Atualmente, o cultivo da pitaia estende-se a várias partes do globo, desde o continente Asiático, passando pela Oceânia e Europa, até à América do Norte.

No arquipélago da Madeira, por desconhecimento da cultura e do seu ciclo produtivo, podemos encontrar pitaias a embelezar jardins públicos e particulares. Em 2018, com o intuito de conhecer a cultura e de adquirir e desenvolver técnicas de produção da pitaia, os técnicos da Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura, da Direção Regional de Agricultura, iniciaram o trabalho de prospeção da pitaia. Desse levantamento, foram georreferenciados vários exemplares de pitaia, distribuídos pelos concelhos do Funchal, Santa Cruz, Câmara de Lobos, Calheta e Porto Santo.

Após seleção e recolha das hastes ou cladódios das plantas referenciadas, deu-se início à experimentação e demonstração da produção de pitaia em modo de produção biológico. Em simultâneo, foram adquiridas seis variedades de pitaia que apresentam elevado interesse comercial, tais como Hylocereus undatus, H. hybrydum, H. Purpusii, JC01, JC02 e Selenicereus megalanthus.

 

 

pitaia pitaia vermelha
Foto 2 - Pitaia vermelha (Hylocereus purspusii) produzida na Ilha do Porto Santo

A plantação das pitaias ocorreu em meados de abril do corrente ano, no Centro de Fruticultura Subtropical das Quebradas, em São Martinho, e foi realizada de acordo com o delineamento previamente determinado e em três sistemas de condução/tutoramento diferentes. No Porto Santo, devido às condições particulares daquela ilha, também foi criado um campo para experimentação e demonstração do cultivo da pitaia, no Centro de Experimentação do Farrobo.

pitaia cladodios
Foto 3 - Cladódios colocados a enraizar no Centro de Fruticultura Subtropical das Quebradas

Perante as potencialidades de produção e comercialização deste fruto exótico na RAM, os objetivos gerais deste trabalho de experimentação e demonstração são avaliar o comportamento agronómico e comercial das diferentes variedades de pitaia, determinar as técnicas agrícolas mais adequadas ao modo de produção biológico e divulgar a informação obtida junto dos agricultores que manifestem interesse em produzir esta fruta exuberante e deliciosa.

Márcia Melim
Divisão de Agricultura Especializada
Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura
Direção Regional de Agricultura

Comentar

Código de segurança
Atualizar