1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Apresentação da reimpressão de “Fomento da Fruticultura na Madeira”, de Joaquim Vieira Natividade, amanhã, dia 22, pelas 18h00, no Auditório da Casa-Museu Frederico de Freitas

Cartaz reimpressao Fomento Fruticultura Madeira 22 11 2018 O livro “Fomento da Fruticultura na Madeira” de Joaquim Vieira Natividade foi publicado em 1947, e há muito que se encontrava esgotado. Esta notável obra editada pela então Junta Nacional das Frutas e pelo Grémio dos Exportadores de Frutos e Produtos Hortícolas da Ilha da Madeira, caracteriza pormenorizadamente as áreas da fruticultura de clima temperado, subtropical e tropical da Região, apontando caminhos para a sua dinamização produtiva e comercial. Apesar de ter sido escrita há mais de 70 anos continua em muitos aspetos, surpreendentemente atual.

Sete décadas e um ano depois, e por sugestão, a título pessoal, de Joaquim Leça, foi proposta ao Serviço de Publicações da Direção Regional da Cultura (Secretaria Regional do Turismo e Cultura) que o livro “Fomento da Fruticultura na Madeira” fosse reeditado. A ideia foi acolhida com entusiasmo pelo Coordenador do Serviço de Publicações, Dr. Marcelino de Castro, que convidou aquele Técnico da Direção Regional de Agricultura para escrever o prefácio desta reimpressão da primeira edição, que será apresentada, amanhã, dia 22 de novembro, pelas 18h00, no Auditório da Casa-Museu Frederico de Freitas, no Funchal, no âmbito das comemorações dos 600 Anos.

Esta publicação apresenta-se com um texto técnico de leitura agradável profusamente ilustrada com fotografias, figuras e gráficos elucidativos. Alguns dos que irão ver as fotografias da autoria de Joaquim Vieira Natividade sobre várias localidades da Madeira e do Porto Santo irão recordar com saudade, e outros com grande admiração pelas diferenças existentes na paisagem agrícola insular de outrora e de agora.

Quem foi Joaquim Vieira Natividade?

Para os menos familiarizados com a figura maior de Joaquim Vieira Natividade, cabe aqui referir que, nasceu em Alcobaça, a 22 de novembro de 1899, tendo completado o ensino primário na sua terra natal e concluído o curso de liceu em Coimbra. 

 

vieira natividade blogueNo ano letivo 1916/1917, matricula-se no Instituto Superior de Agronomia (ISA), em Lisboa, concluindo o curso de Engenharia Agronómica em 1922, tendo realizado também naquela Faculdade o curso de Engenheiro Silvicultor, em 1929.

Em 1933, tornou-se Professor Catedrático no ISA, aprovado com mérito absoluto, embora não chegue a lecionar, por ter sido escolhido outro candidato para a ocupação de uma vaga de docente.

Depois desse episódio que o deixou desanimado, dedicou-se à investigação científica e técnica nas áreas da fruticultura, subericultura e silvicultura, desenvolvendo a sua atividade em Alcobaça, na Estação de Experimentação Florestal do Sobreiro e no Departamento de Pomologia da Estação Agronómica Nacional, que chefiou entre outubro de 1937 até à data da sua morte, 19 de novembro de 1968.

Dos 320 trabalhos que publicou ao longo da vida, merecem destaque três publicações sobre o Arquipélago da Madeira: “Fomento da Fruticultura na Madeira”, de 1947, com reimpressão desta edição no presente ano (2018), “A Técnica ao Serviço do Agricultor”, de 1952, e “Madeira – A Epopeia Rural”, de 1953, o que demonstra o amor e carinho que tinha por esta Região e pelas suas gentes, podendo considerar-se um madeirense, não de origem, mas de coração.

Por isso, se se interessa por fruticultura, aceite o convite e marque a sua presença amanhã, pelas 18h00, no Auditório da Casa-Museu Frederico de Freitas, no Funchal.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar