1 1 1 1 1 Pontuação 1.00 (1 Votos)

Visita de um grupo de estudantes franceses da VetAgro - Sup

No mês de fevereiro fomos visitados por um grupo de 14 estudantes do último ano do curso de agronomia, da especialidade produção vegetal, da VetAgro - Sup. O Instituto VetAgro - Sup é um instituto de ensino superior e de investigação em alimentação, saúde animal, ciências agronómicas e do ambiente, situado em Clermont-Ferrand (França). Alguns meses antes, este grupo contactou a Direção Regional de Agricultura pois gostariam de conhecer a realidade agrícola da região. Foram então planeadas visitas de forma a elucidá-los sobre a agricultura que se faz na região.

visita estudantes franceses 1 No primeiro dia visitaram o Centro de Fruticultura nas Quebradas (São Martinho), onde tiveram a oportunidade de observar e conhecer várias culturas tropicais como por exemplo o mangueiro, abacateiro e a pitangueira, bem como assistir aos diferentes tipos de enxertia mais utilizados na multiplicação de fruteiras.

No segundo dia, visitaram o Centro de Floricultura Subtropical no Lugar de Baixo (Ponta do Sol), onde observaram o cultivo de várias culturas como por exemplo antúrios, orquídeas, helicónias, estrelícias e folhagens diversas.

visita estudantes franceses 2 Nesse mesmo local visitaram ainda o Microlab, laboratório de micropropagação de plantas, onde é realizada a micropropagação de bananeira, papaieira, maracujazeiro, orquídeas, etc.

 

visita estudantes franceses 5 Seguiu-se depois a visita ao Centro de Bananicultura, onde o grupo se mostrou deveras interessado em saber tudo sobre a banana, desde a plantação à colheita. Já na GESBA, inteiraram-se de toda a parte pós-colheita e comercialização da banana.

O dia terminou com uma visita a uma exploração florícola, com produção maioritariamente em estufa de rosas e gerberas.

No terceiro dia, foram feitas visitas a explorações agrícolas de hortícolas e de frutícolas, tanto em modo de produção integrado como em modo de produção biológico.

visita estudantes franceses 7 Nestas visitas, os estudantes mostraram-se muito interessados em saber as áreas de cada exploração e quais as culturas plantadas, as produtividades anuais dessas culturas, qual a proveniência da água de rega, qual o sistema de produção (integrado ou biológico), onde comercializavam a sua produção, preço à saída da exploração, quantas pessoas trabalhavam na exploração, e todos os encargos da exploração.

Maria João Dragovic
Direção Regional de Agricultura

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar