1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (3 Votos)

A instalação de um pomar de cerejeiras

img como podar uma cerejeira 23547 orig A escolha do local para a instalação de um pomar de cerejeiras deve ter em consideração diversos aspetos, a exemplo das condições de solo e de clima e da respetiva topografia, que condiciona o tipo de preparação do terreno e o compasso de plantação a adotar.

Para assegurar uma boa circulação do ar dentro do pomar é recomendável que a instalação do pomar se faça em terrenos com boa exposição, de preferência voltada a sul.

Na plantação de novos pomares é desejável que o declive seja suave. Em parcelas com declive superior a 15% recomenda-se que a plantação seja feita segundo as curvas de nível, devendo ter em atenção a drenagem superficial. Por sua vez, as parcelas com declive superior a 25% deverão estar armadas em socalcos.

O perfil do solo, até à profundidade potencialmente explorada pelas raízes, deve caraterizar-se pela ausência de camadas impermeáveis, a fim que a drenagem seja eficiente e não ocorra asfixia radicular, recomendando-se que a plantação de cerejeiras se faça em solos com profundidade efetiva superior a 1m, com boa drenagem.

Os solos com valores de pH compreendidos entre os 6 e os 7,5 são os mais favoráveis à cultura, sendo fundamental efetuar análises ao solo alguns meses antes da plantação, as quais constituem uma ferramenta indispensável para a elaboração do plano de fertilização da cultura. Estas indicarão, entre outras, as necessidades de correção de pH (os solos regionais são, pela sua natureza, ácidos), nomeadamente as quantidades de corretivo de acidez a aplicar (calagem) e as quantidades existentes dos principais nutrientes no solo.

 

A ocorrência de doenças radiculares, como é o caso das causadas por fungos dos géneros Rosellinia necatrix Prillieux, Armillaria mellea (Vahl:Fries) Quélet e Phytophtora spp. ou outras, deverão ser devidamente assinaladas. Esta informação é um dado importante na avaliação das caraterísticas da parcela, ou de parte dela, e poderá determinar a não plantação ou a realização de medidas profiláticas adequadas, antes da instalação do futuro pomar.

No que diz respeito às condições climáticas, é de ter em consideração os valores das temperaturas mínimas mais frequentes, já que estes condicionam o desenvolvimento das árvores do género Prunus. São de evitar as zonas que se encontrem sujeitas a ventos fortes e/ou a nevoeiros. Deverão, ainda, ser consideradas as necessidades de frio das diferentes cultivares. Aliás, as exigências de frio destas plantas para superação do estado de repouso vegetativo (superior a 700 horas abaixo dos 7,2ºC) condicionam o seu cultivo apenas a cotas superiores aos 500m de altitude na costa sul, dado que a falta de frio afeta profundamente o desenvolvimento fisiológico dos gomos florais nesta espécie: as flores apresentam anomalias relativas à fraca produção de pólen e uma má formação dos pistilos, que limitam a possibilidade de polinização.

Outro fator a considerar ainda na escolha do local é a disponibilidade de água.

 

Ricardo Costa
Direção Regional de Agricultura

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar