1 1 1 1 1 Pontuação 4.60 (5 Votos)

A poda em fruteiras

poda fruteiras1A poda é uma operação cultural muito importante, que permite manter o equilíbrio entre a frutificação e a vegetação nas fruteiras, de forma a obter uma produção regular em qualidade e em quantidade.

Os objectivos da poda são vários, nomeadamente:

  • Formar a estrutura da planta: em eixo, vaso etc.;
  • Permitir maior entrada de luz na planta;
  • Manter a distância adequada entre-linha e na linha e aumentar a exposição solar (maior produção);
  • Suprimir ramos doentes ou secos e ladrões (beneficiando o arejamento da copa);
  • A intervenção deve ter em atenção os hábitos de frutificação da espécie /variedade;
  • Diminuir a proliferação de doenças e pragas;
  • Facilitar os tratamentos fitossanitários a nível de eficiência e eficácia;
  • Manter a planta com altura conveniente à realização de outras operações culturais;
  • Facilitar a colheita;
  • Regularizar e aumentar a qualidade e quantidade da produção.

Para que esta tarefa seja bem sucedida, deve-se ter conhecimento de quais os hábitos de frutificação da planta. De igual modo, o conhecimento das épocas em que a seiva inicia circulação na planta irá também determinar a altura da poda.

Consoante o objetivo pretendido e a idade da planta, são vários os tipos de poda:

  • Poda de formação - esta ocorre geralmente até aos três a quatro primeiros anos de vida da planta e visa garantir uma estrutura (esqueleto) forte e equilibrada, com ramos bem distribuídos de forma a sustentar as colheitas e facilitar as tarefas (tipo de condução).

  • Poda em verde – é uma poda que pode ser efetuada com a planta em vários estados de desenvolvimento, no entanto consideramos que a melhor altura para a realizar será um a 4 meses após a rebentação (dependendo da espécie/variedade), aproveitando deste modo também para fazer a monda dos frutos. No nosso entender, em 80% das fruteiras o momento ideal será este, uma vez que quando a realizamos temos perante nós o "quadro" real do comportamento vegetativo e frutícola da árvore, fazendo-se no momento uma poda eficiente, eficaz e aproveitando para a realização de outro amanho cultural que é a monda dos frutos, conseguindo-se assim uma produção mais uniforme ao longo dos anos e de maior qualidade.

  • Poda de rejuvenescimento – realiza-se em árvores adultas, sempre que necessitamos reformar inteiramente a copa a partir das ramificações principais, reconstruindo a ramagem e assim reativar a produtividade da planta. Trata-se duma poda mais drástica (mais forte).
 
  • Poda de Limpeza – é uma poda ligeira para fazer pequenas correções na árvore, isto é, para retirar algum ramo mal localizado, doente ou seco, a realizar em fruteiras perenes como por exemplo os citrinos.Consoante a espécie, variedade, altitude do pomar, temos épocas diferentes para fazer esta operação.

Em seguida, e considerando as árvores já formadas (através da poda de formação a realizar nos primeiros anos), apresenta-se, por grupo de plantas, as épocas mais recomendáveis para efetuar a poda, das fruteiras mais importantes na região:

epoca poda fruteiras
*tendo por base o que anteriormente foi referido na poda em verde, isto é estando perante o real comportamento vegetativo quer frutícola da planta.

Chama-se ainda a atenção para o seguinte:

  • Para a necessidade de utilizar ferramentas apropriadas e devidamente afiadas;
  • Sempre que se desconfie que existe alguma árvore doente, estas devem ser as últimas a podar. Após a poda destas árvores, deve-se desinfetar os utensílios de corte com uma solução (½ água+ ½ de lixívia) ou com álcool;
  • E para a aplicação, imediatamente a seguir às podas, de uma calda à base de cobre (caldas cupricas) para desinfeção e melhor cicatrização de feridas (nas podas de Inverno) de forma a reduzir o aparecimento de doenças.

 

Adriano Maia
Isabel Freitas

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar