1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

A colheita de flores de prótea

protea grandiceps1Para cada tipo de prótea existe um ponto ideal de colheita, que garante uma maior duração da haste floral após o corte.

Para o género Protea é quando as brácteas da inflorescência começam a separar-se umas das outras; para os Leucospermum é quando já se encontram expandidas cerca de 50% dos estiletes; para os Leucadendron é quando mais de 25% das flores já abriram (isto no caso de plantas masculinas) e para a Telopea é quando 5 a 50% dos estiletes já expandiram.

Como qualquer outra flor, as próteas deverão ser colhidas nas horas mais frescas do dia. O corte da haste deve ser perfeito e limpo, ou seja, sem o esmagamento do caule.

O corte deve ser feito tendo o cuidado de deixar no caule da planta 2 a 3 folhas adultas, de forma a garantir a produção do próximo ano.

 

leucospermum high goldNo entanto, tanto a Protea cynaroides como a Telopea podem ser cortadas rentes ou a 2 a 4cm do tronco principal, mesmo que não existam folhas na zona abaixo do corte.

As hastes colhidas deverão ser imediatamente colocadas em água limpa ou em água com conservante ou lixívia, num local fresco e abrigado dos raios solares. Dever-se-ão ainda retirar as folhas em cerca de 1/3 do comprimento da haste e não permitir que haja contacto das folhas com a água onde as hastes florais são colocadas.

Se as flores não forem despachadas no dia da colheita, elas podem ser armazenadas numa câmara frigorífica a uma temperatura de 4ºC e humidade relativa do ar de, pelo menos, 80%, durante 7 dias ou mais.

 

Maria João Dragovic
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar