1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

Os Cymbidium produzem hastes florais altamente decorativas, sendo das orquídeas menos exigentes em interiores.

Luz

Garantir bons níveis de luz durante todo o ano, especialmente no inverno. Se a planta for mantida ao ar livre no verão, tem que ser protegida com rede, para evitar as radiações mais fortes do meio dia.

Temperatura

Os Cymbidium preferem condições mais frias de cultivo relativamente a outras orquídeas mas, para florir bem, as plantas precisam, entre meados e final do verão, de uma queda de temperatura do dia para a noite.cymbidium

Proporcione temperaturas de inverno que variem entre 10-14 ° C, mantendo-as no verão com temperaturas abaixo dos 30°C para evitar danos nas plantas.

As plantas podem ser cultivadas ao ar livre a partir de meados do verão, geralmente de Junho a Setembro, aclimatando-as gradualmente às condições exteriores, a fim de prevenir queimaduras da folha devido ao sol direto.

Rega

Os Cymbidium precisam de rega moderada durante a primavera e o verão, dependendo a sua intensidade das condições.

A água pode ser deitada por cima, certificando-se de que o excesso possa escorrer. Não permita que a planta esteja assente em água e deixe o composto secar um pouco antes da rega seguinte.

As plantas cultivadas ao ar livre em climas quentes ou em estufa podem precisar de rega mais frequente. Se o tempo estiver húmido, as plantas ao ar livre podem precisar apenas de um borrifo ocasional.

Reduza a rega no inverno para semanal ou quinzenal.

Alimentação

Na primavera aplique um fertilizante líquido completo a cada terceira rega e mude para um com teor mais elevado de potássio no verão, dizem bons especialistas em orquídeas. No inverno pare de alimentá-las completamente, ou alimente-as apenas ocasionalmente, com meia-dose do fertilizante líquido completo.

Reenvasamento

Reenvase na primavera (após a floração) a cada dois ou três anos. Use um composto especial para Cymbidium onde a drenagem seja perfeita. Use o recipiente apenas ligeiramente maior do que as raízes da planta, e será seguramente recompensado com uma floração abundante.

Doenças e Pragas

As doenças mais frequentes são as viroses, bacterioses e fungos, e ainda pragas como as cochonilhas, os afídeos e o aranhiço vermelho mas estas serão uma raridade, se cumpridas todas as indicações acima referidas e mantidos os cuidados de limpeza e higiene nas áreas de cultivo.


Bozena Borecka

Mais informações:
Núcleo de Floricultura, Caminho de Floricultura, n.º 10, Lugar de Baixo, 9360-052, tel: 291 970 250/260; fax: 291 972 484, e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar