1 1 1 1 1 Pontuação 3.00 (1 Votos)

telopA telópea pertence à família das Proteaceae. É um género endémico da Austrália que possui 5 espécies, sendo a Telopea speciosissima e a Telopea oreades as mais utilizadas para produção de flor de corte.

As plantas têm um porte arbustivo, com ramos direitos e vigorosos, na ponta dos quais surge uma inflorescência rosa avermelhada.telop4

telop2As plantas podem produzir durante vários anos, se forem tratadas de forma adequada. Estas plantas possuem, tal como a Protea cynaroides, caules tuberosos na base com gomos especializados, a partir dos quais poderão surgir novos ramos. Esta particularidade permite efetuar uma poda de rejuvenescimento quando a planta já se encontra muito alta (plantas altas produzem hastes mais curtas e geralmente de menor qualidade e são mais difíceis de cuidar). Na poda de rejuvenescimento a planta é podada ao nível do solo, deixando 10 a 15 cm.

Tal como as outras próteas, as telópeas gostam de solos ácidos, pobres e bem drenados, e devem crescer em locais soalheiros e onde não ocorra geada. A plantação é geralmente feita na primavera ou outono, tendo o cuidado de não danificar as raízes e plantando à mesma profundidade da do saco ou do vaso de onde vieram. É importante cobrir o solo com tela ou restos vegetais ('mulch'), de forma a impedir o crescimento de infestantes que poderão competir com a planta em termos de água e nutrientes. Se o local é exposto a ventos, poderá ser necessária a tutoragem da planta, pois as hastes florais, mais pesadas, poderão tombar. As telópeas são muito exigentes em água, aquando do desenvolvimento dos novos ramos (primavera-verão).

telop3Na Ilha da Madeira florescem entre fevereiro e abril, com um período de floração de 4 a 5 semanas. As hastes florais são colhidas quando as brácteas se encontram na posição horizontal e cerca de 50% das flores estão abertas (estiletes expandidos).

A duração pós-colheita da flor cortada é de 10 a 14 dias.

As brácteas da flor poderão acastanhar devido à intensidade solar ou por ataque de fungos (como a podridão cinzenta e a antracnose). Outro problema que poderá surgir é a lapa da telópea (Phenacaspis eugeniae), que ataca qualquer parte da planta.

Maria João Dragovic

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar