1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

A apresentação do projeto ORFISH

apresentacao projeto orfish figura1
Figura 1- Participantes do workshop que decorreu na sala de formação da DRP-Madeira

O projeto ORFISH (https://orfish.eu) tem como objetivo a manutenção e a diversificação da atividade da pesca artesanal, com o propósito de diminuir a pressão sobre os recursos costeiros, através da troca de conhecimento e inovação tecnológica entre as Regiões Ultraperiféricas da União Europeia.

Este projeto envolve as Regiões da Madeira, Açores, Canárias Mayote, Reunião, Martinica e Guiana Francesa, tendo como coordenador o Governo Regional de Guadalupe.

Em meados de julho, Nicolas Diaz, o especialista em questões relacionadas com o MFAD (Moored Fish Aggregator Device), da Região de Guadalupe e líder do Projeto ORFISH, iniciou a sua visita de uma semana à Madeira, supervisionando a construção do MFAD. Na sua visita, alguns workshops foram organizados em articulação com a Direção Regional de Pescas da Madeira (DRP-Madeira), um dos parceiros do ORFISH (figura 1).

O workshop reuniu não apenas pesquisadores na área, mas também legisladores, bem como alguns pescadores interessados.

O foco estava nos objetivos do Projeto ORFISH, no MFAD e nas suas principais características e equipamentos, assim como nas possíveis consequências para pescadores comerciais que operam na área. Assim, este workshop deu a todos os participantes uma ideia geral do projeto e os possíveis resultados.

 
apresentacao projeto orfish figura2
Figura 2 – Preparação do material necessário para a construção do MFAD na Região

A construção do MFAD foi conduzida por Jorge Lucas (DRP-Madeira) e contou com Filipe Andrade e Mário Rodrigues, colaboradores da Direção de Serviços de Investigação da DRP e, também, com a ajuda de pescadores madeirenses, que apoiaram a equipa na montagem de todos os equipamentos (figura 2). Além disso, Filipe Freitas, o pescador madeirense que participa ativamente neste projeto, através da instalação no seu navio de um equipamento que procede à recolha de dados, mormente de alguns elementos de navegação e captura.

A fim de procedermos ao fundeamento, aguardamos a resposta definitiva por parte da Autoridade Marítima Nacional, organismo que, como o nome indica, regula a lei marítima. Uma vez que a autorização seja concedida, o MFAD será implantado, como esperado, na costa sul da Madeira, no município de Machico.

Jorge Lucas
Direção de Serviços de Investigação
Direção Regional de Pescas

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar