1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Programa de Marcação de Atuns Tropicais no Oceano Atlântico nas áreas da Madeira e Açores - ponto de situação

marcacao de atuns 1a
marcacao de atuns 1b
Figuras 1a/1b - entrega das recompensas de
atuns recapturados em 2017 

Na sequência das campanhas do programa de marcação de atuns (AOTTP/ICCAT) a decorrer no arquipélago da Madeira (consultar a edição n.º 241/2017) entre 2017 e 2018, a Direção Regional de Pescas obteve informação sobre a recaptura de 8 exemplares de atum patudo (78-123 cm de comprimento furcal) e de 3 exemplares de gaiado (49-73 cm de comprimento furcal).

Esta informação fornecida pelos mestres ou tripulantes das embarcações atuneiras foi posteriormente enviada para Comissão Internacional para a Conservação do Atum no Atlântico/International Commission for the Conservation of Atlantic Tunas (CICAA/ICCAT), para ser incluída na Base de Dados do Programa AOTTP/ICCAT que decorre em todo o Oceano Atlântico. De acordo com o que está definido neste Programa, esta informação é recompensada monetariamente (€ 10 por exemplar recapturado), com atribuição de t-shirts e bonés alusivos ao Programa.

A 29 de maio do corrente ano, numa cerimónia presidida pelo Dr. Miguel Albuquerque, Presidente do Governo Regional da Madeira (figuras 1a/1b), foram atribuídas as recompensas relativas aos exemplares de atuns recapturados em 2017.

Este encontro decorreu na freguesia do Caniçal, principal porto de descarga de tunídeos da região e incluiu uma sessão de sensibilização sobre o Programa de Marcação/Recaptura em curso.

 
marcacao de atuns 2a
marcacao de atuns 2b
Figuras 2a/2b - Amostragem biológica de um
exemplar de gaiado recapturado

Amostragem de atuns recapturados

No âmbito deste programa, já foram amostrados quatro (4) exemplares de gaiado.

Nas fotos à esquerda, um exemplo de uma amostragem biológica de uma fêmea de gaiado com 49 cm de comprimento furcal e 2,3 kg, recapturada pela embarcação “Porto Franco” nas ilhas Desertas.

Este gaiado foi marcado durante as missões a bordo da embarcação “Ponta Calhau” em torno do arquipélago da Madeira em julho de 2017 (figura 2).

Até à presente data, foram marcados 3 309 atuns (2 997 gaiados, 155 patudos e 2 albacoras). Estas campanhas continuam até atingir um total de 4 500 peixes marcados nesta área do Atlântico, entre os arquipélagos da Madeira e Açores.

Site da ICCAT: https://www.iccat.int/en/


Lídia Gouveia/Adriana Alves
Direção de Serviços de Investigação
Direção Regional de Pescas

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar