1 1 1 1 1

Capturas acidentais na Madeira

A Direção Regional de Pescas dá continuidade à divulgação de exemplares invulgares capturados ocasionalmente pelos barcos de pesca da RAM no ano de 2009 e gentilmente cedidos ao nosso serviço.

Parapristipoma octolineatum (Valenciennes, 1833)

parapristipoma octolineatum 38cm Este atraente exemplar, por vezes denominado localmente por burriquito, era um macho, com 37 centímetros de comprimento e pesava 776 gramas.

Apresenta uma coloração violeta – acastanhada, com a particularidade de possuir quatro riscas longitudinais, de cor azul claro, desde a cabeça até aproximadamente ao pedúnculo caudal.

Esta é uma espécie demersal, que pode ser encontrada em áreas arenosas e rochosas entre os 2 a 180 metros de profundidade. Alimenta-se preferencialmente de crustáceos e moluscos.

distribuicao geografica P octolineatum
Distribuição geográfica de P. octolineatum. Fonte: FishBase

Habita as águas do Atlântico oriental, Espanha, Portugal até Angola. Também foi encontrado no Mediterrâneo Ocidental, embora não seja comum.

 

Coryphaena equiselis Linnaeus, 1758

coryphaena equiselis Este exemplar peculiar, designado vulgarmente por dourado, era também um macho, media 52,7 centímetros e pesava 1009 gramas.

Esta espécie é essencialmente oceânica, mas pode entrar em águas costeiras. Apresenta uma coloração prateada a azul-verde brilhante. Tem uma longa barbatana dorsal única que acompanha o comprimento do corpo. Os machos crescem mais do que as fêmeas e, quando adultos, desenvolvem uma crista óssea na cabeça.

É um pelágico-oceânico, podendo ser encontrado até à profundidade de 400m. É uma espécie altamente migratória e normalmente forma cardumes. Seguem barcos e podem ser encontrados em objetos flutuantes. Alimentam-se de peixes pequenos e lulas.

distribuicao geografica C equiselis
 Distribuição geográfica de C. equiselis. Fonte: FishBase

Habitam mundialmente em mares tropicais e subtropicais. No oceano Atlântico oriental, pode ser encontrado desde os Açores, as Ilhas Canárias e a Madeira até ao Senegal.

Links consultados:
Marine species, identification portal: http://species-identification.org/ 
Fish Base: http://www.fishbase.org/ 

 

Graça Faria (texto)
Sofia Vieira (fotos)
Direção Regional de Pescas

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar