1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Estagiárias do Curso Técnico de Gestão do Ambiente na DSI

estagiarias tecnicos ambiente Entre junho e julho do corrente ano, a Direção de Serviços de Investigação (DSI) da Direção Regional de Pescas proporcionou dois estágios de Formação em Contexto de Trabalho às alunas Eva Paixão e Telma Rodrigues do Curso Técnico de Gestão do Ambiente, no âmbito de um protocolo efetuado entre a Direção Regional de Pescas e a Escola Secundária Jaime Moniz. Esta colaboração da DSI no desenvolvimento de estágios curriculares tem como objetivo principal fornecer a informação necessária aos formandos, para que estes possam enriquecer a sua formação e desenvolver, convenientemente, os trabalhos propostos. Por outro lado, pretende-se envolver a comunidade escolar, dar a conhecer aos alunos e professores, alguns exemplos de trabalhos de investigação em curso e alertar os cidadãos para os impactos das pressões humanas no oceano, bem como a necessidade de o respeitar e preservar.

Durante as 210 horas de formação, as alunas participaram em diversas tarefas desenvolvidas diariamente no laboratório e lotas (Funchal e Caniçal), nomeadamente: no apoio às amostragens estatísticas efetuadas nas lotas da RAM; compilação dos artigos científicos na biblioteca online “EndNote”; colaboração nas amostragens biológicas realizadas no laboratório (e.g., armazenamento dos otólitos).

Os testemunhos das estagiárias

“O estágio na DSI foi muito gratificante para mim, apesar de não pertencer à área profissional que pretendo seguir. Esta experiência foi gratificante, pois aprendi diversas coisas, tais como, distinguir algumas espécies de peixes, os métodos das amostragens efetuadas e com que objetivo são realizadas, bem como os métodos executados na lavagem e no armazenamento de otólitos.

 

 

estagiarias tecnicos ambiente 3

Gostei muito deste estágio não só pelo que aprendi, mas também pela forma com que me trataram, pela simpatia e pela disponibilidade em ajudar sempre no que precisasse. Obrigada!”

Telma Rodrigues

“Este estágio teve início no dia 1 de junho de 2017, no qual foi-nos proposto diversas propostas, tais como amostragem biológica, colocação de artigos online, amostragem em lota (Funchal, Caniçal), conhecimento a nível de diversas espécies da ilha da Madeira, tais como o Peixe espada-preto, atum (Patudo e voador), gaiado, chicharro, cavala e sardinha. Assim como um relatório final sobre tudo o que foi feito até o dia 13 de julho de 2017.

O que mais gostei foi a amostragem biológica, aprendi como é feita, primeiramente é medido o comprimento da espécie e de seguida o seu peso e dos órgãos, que são de grande importância para uma estatística laboratorial. E gostei igualmente de colocar artigos científicos on line.

Gostei de ver o trabalho feito nas lotas, de como os peixes são descarregados e todo o processo até serem carregados. Aprendi também formas de captura como, por exemplo, o salto e vara.”

Eva Paixão

 

Direção de Serviços de Investigação
Direção Regional de Pescas

Comentar

Código de segurança
Atualizar