1 1 1 1 1 Pontuação 4.75 (4 Votos)

Valorização comercial das gónadas de ouriço comum Paracentrotus lividus

Amostragem de ouricos fotos Antonio Abreu Silvia Lourenco Os ouriços-do-mar e as suas gónadas (ou ovas) são muito apreciados e considerados produtos gourmet, comparáveis ao caviar e, por isso, o interesse mundial na exploração comercial dos ouriços e das suas ovas é grande.

Após um pico de 120.000 toneladas em 1995, as capturas têm vindo a diminuir, em consequência da sobre-exploração das populações selvagens. O Japão é o maior consumidor de ouriços no mundo, mas existem outros mercados importantes como os EUA, Canadá, Rússia, México e, na União Europeia, a Espanha e França.

Na costa nordeste Atlântica e no Mediterrâneo, a espécie de ouriços de maior interesse comercial é o ouriço-comum Paracentrotus lividus. A espécie está sobre-explorada no Mediterrâneo e Espanha é atualmente o maior produtor europeu, com cerca de 70 toneladas capturadas cada ano, só na região da Galiza (González-Irusta et al, 2009).

Considerando a grande procura mundial, aliada à globalização das tradições gastronómicas de algumas culturas (e.g. sushi) e à sobre-exploração das populações naturais, a produção de ouriços em sistemas de aquacultura apresenta-se como uma alternativa para satisfazer as exigências do mercado.

A cultura de ouriços poderá ainda ser integrada em sistemas multitróficos (Integrated Multi-Trophic Aquaculture), onde é possível a produção em aquacultura de organismos de diferentes níveis tróficos, potenciando os recursos e diminuindo os impactos ambientais.

A cultura de ouriços traz, porém, alguns desafios e obter gónadas de tamanho, cor e paladar iguais àqueles que se encontram na natureza é um deles.

 

amostragem ouricos 3 foto Silvia Lourenco Na Madeira, são relativamente abundantes quatro espécies de ouriços-do-mar, das quais o ouriço-comum (Paracentrotus lividus) e o ouriço-púrpura (Sphaerechinus granularis) são as espécies com maior potencial para a produção em aquacultura.

Neste contexto, o projeto de pós-doutoramento “Valorização comercial das gónadas dos ouriços Paracentrotus lividus”, da responsabilidade da signatária, tem como objetivos caracterizar a população de P. lividus da ilha da Madeira no que diz respeito à sua dieta, ciclo reprodutivo e perfil nutricional das gónadas; desenvolver uma dieta que module a qualidade nutricional e comercial das gónadas de ouriços, de forma a obter um produto semelhante ao produto selvagem em termos de aspeto, aroma e cor; e disseminar os resultados obtidos e promover os ouriços como potencial produto gourmet na região de turismo da Madeira.

Este projeto, teve início em novembro de 2015 e irá decorrer durante 3 anos com o financiamento de uma bolsa de pós-doutoramento pela Agência Regional RDITI.

Os trabalhos experimentais desenvolvem-se no Centro de Maricultura da Calheta em parceria com o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha (CIIMAR) e conta com o apoio do projeto Observatório Oceânico da Madeira.

Sílvia Lourenço
Direção Regional das Pescas

Comentar

Código de segurança
Atualizar