1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

Captura acidental de quimera, rabbit-fish ou ghost shark: Chimaera monstrosa, Linnaeus, 1758

chimaera monstrosa1
Figura 1: exemplar de Chimaera monstrosa, Linnaeus, 1758, capturado na Madeira

No passado mês de março foi capturado pela embarcação Tiago José um exemplar de uma espécie de profundidade, batidemersal ou bentopélagica, o que significa que habita os fundos marinhos, usualmente entre os 300 e os 1000m de profundidade. A espécie em causa foi capturada por um aparelho de espada que, acidentalmente, tocou o fundo marinho. É um peixe cartilagíneo (tal como os tubarões e raias) com interesse comercial diminuto (figura 1).

A sua distribuição geográfica é vasta, distribuindo-se no atlântico oriental desde o norte da Noruega e Islândia até Marrocos, tendo já sido anteriormente referenciado nos arquipélagos da Madeira e dos Açores. Encontra-se também no mar mediterrâneo. Refira-se a propósito que uma espécie muito semelhante foi recentemente referenciada pela primeira vez na área da Madeira1.

Esta espécie é ovípara, sendo neste caso um exemplar macho (80cm de comprimento e 1,281gr), que se alimenta principalmente de invertebrados. Maior detalhe e informação sobre esta espécie pode ser consultada na base de dados FishBase (http://www.fishbase.org/summary/2503), nomeadamente os aspetos da biologia, reprodução, ecologia e hábitos alimentares, entre outros.

Este exemplar foi gentilmente oferecido ao Serviço de Investigação e Desenvolvimento da Pesca (DSIDP) que, após proceder à sua identificação taxonómica, o encaminhou para a coleção de referência da Estação de Biologia Marinha do Funchal onde, e dado tratar-se de uma espécie que, não sendo rara, é no entanto pouco comum, estará à disposição da Ciência e dos visitantes daquela instituição.

 
embarcacao tiago jose
Figura 2: embarcação Tiago José.

A DSIDP agradece ao mestre José António Sebastião da Silva da embarcação Tiago José (figura 2) pela cedência deste exemplar. Este é apenas mais um exemplo de como tem sido frutuosa a colaboração na Madeira entre a pesca e a Ciência ao longo dos tempos. Apelamos assim aos pescadores que capturem organismos marinhos menos usuais, que os façam chegar aos nossos serviços.

A ciência agradece!

Adriana Alves
Direção Regional de Pescas

 

1 Mafalda FREITAS, Armando J. ALMEIDA, João DELGADO, José A. GONZÁLEZ, José I. SANTANA, and Manuel BISCOITO. 2011. First Record of Hydrolagus affinis (Holocephali: Chimaeriformes: Chimaeridae) from Madeira and the Seine Seamount (North Atlantic Ocean). Acta Ichthyologica et Piscatoria 41 (3): 255–257.
http://www.aiep.pl/volumes/2010/2_3/pdf/14_1129_P3.pdf

Contacto:
Direção de Serviços de Investigação e Desenvolvimento da Pesca/Direção Regional de Pescas
Telefone: 291 203 200
Facebook: DSIDP

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar