1 1 1 1 1

Secretaria Regional de Agricultura e Pescas celebra contratos-programa com as Casas do Povo da Camacha, Fajã da Ovelha, Imaculado Coração de Maria e São Roque

assinaturaCP DICA É sabido que as Casas do Povo da Região Autónoma da Madeira prestam um inestimável contributo à preservação, promoção e divulgação de produtos agrícolas, da pesca e agroalimentares com grande significado na agricultura local. Ao longo do tempo, estas entidades têm vindo a organizar as mais variadas iniciativas, designadamente a realização de eventos de promoção e divulgação, quer da cultura e das tradições associadas à agricultura e à ruralidade, quer dos produtos agrícolas e agroalimentares de maior relevância local, desempenhando um papel relevante para a consolidação do processo de desenvolvimento integral e sustentado das populações.

 

Porém, as receitas próprias das Casas do Povo são manifestamente insuficientes para fazer face ao total das despesas inerentes à realização de certames.

O Governo Regional, através da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas (SRAP), ao estar ciente da importância de que se reveste o associativismo, do voluntariado dos sócios das Casas do Povo e do papel primordial que lhes é atribuído no âmbito do desenvolvimento rural e das comunidades de inserção, entende ser de grande importância assegurar a viabilização das suas ações.

Assim, ontem, dia 22 de agosto, realizou-se no auditório da SRAP a celebração de quatro contratos-programa com as Casas do Povo da Camacha, da Fajã da Ovelha, Imaculado Coração de Maria e São Roque (Funchal), com apoios financeiros no valor total de 45.000 euros, para viabilizar a concretização do Festival Arte Camachense, da Festa do Figo e do Tabaibo, da Mostra do Bolo do Caco e do Pão Caseiro da Madeira e da Festa da Alegria, respetivamente, contratos estes que vigorarão até 31 de dezembro de 2017.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar