1 1 1 1 1

SRAP distribuiu enxames a apicultores afetados pelos incêndios de agosto de 2016

SRAP distribui enxames A Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, através da Direção Regional de Agricultura, procedeu na manhã do passado dia 28 de julho, no Centro de Experimentação de Fruticultura das Quebradas, em São Martinho, à entrega a título gratuito de 130 enxames a 22 apicultores da ilha da Madeira que viram a sua capacidade produtiva severamente afetada pelos incêndios de agosto de 2016.

Cada enxame de abelha-europeia (Apis mellifera), incluindo a respetiva colmeia, é constituído por cinco quadros com abelhas, a necessária cera e uma rainha fecundada.

Esta cedência de enxames, num investimento que orçou cerca de 22.000,00 euros, foi acompanhada da celebração de um protocolo de cooperação entre a Direção Regional de Agricultura e cada um dos apicultores em causa. Este protocolo tem por objetivos principais conjugar sinergias para impulsionar a melhoria da qualidade e a diversificação das produções apícolas, o controlo das doenças mais relevantes que afetam as abelhas, bem como a realização de ensaios diversos na exploração do apicultor.

Por um lado, a Direção Regional de Agricultura disponibiliza, a título gratuito, como é agora o caso, vários enxames e as respetivas colmeias, assim como apoio técnico e logístico à realização de práticas de maneio específicas e de análises aos méis produzidos. Por outro lado, o apicultor facultará à outra parte visitas programadas para maneio das colmeias e retirada de produtos para análise e cooperará na realização dos já referidos ensaios, designadamente sobre o efeito das abelhas na produção das culturas agrícolas.

Estas ações inserem-se na estratégia preconizada pela Secretaria Regional de Agricultura e Pescas para alicerçar o desenvolvimento da apicultura regional, a qual passa pelo aumento da produção melífera, pela diversificação e diferenciação dos produtos, por uma delimitação ou erradicação de doenças que podem afetar o normal desenvolvimento de colónias e a sua produtividade, e ainda pela autossuficiência na produção de enxames e rainhas.

 

De facto, a apicultura detém um inestimável papel para a sustentabilidade da agricultura da RAM, como fator de polinização das culturas e, simultaneamente, pelas produções que proporciona, constituindo uma atividade económica a considerar, tanto mais atentas as especificidades da flora local, em particular daquela que lhe é endémica.

Enquanto a ilha da Madeira dispõe de condições que possibilitam uma expansão da atividade apícola e a obtenção de produções de qualidade, a ilha do Porto Santo está em vias de poder ser considerada zona indemne para um conjunto de doenças, para as quais não existam resultados positivos à análise anatomopatológica há mais de dois anos.

Ainda no âmbito do apoio à redinamização da apicultura regional, a Secretaria Regional de Agricultura e Pescas vai muito oportunamente distribuir, também a título gratuito, abrangendo 212 produtores com um total de 5.150 colmeias (445 apiários), o medicamento veterinário para a realização de um tratamento terapêutico e profilático da varroose.

Esta ajuda resulta da aprovação da candidatura da Direção Regional de Agricultura ao Programa Apícola Nacional, designadamente à sua medida relativa à aquisição deste medicamento, tendo sido aprovado para 2017 um financiamento de 20.600,00 euros para o efeito.

A varroose é uma doença das abelhas causada por um ácaro (Varroa destructor), um parasita externo que se alimenta da hemolinfa das abelhas, afetando tanto as abelhas adultas como a criação. Este ácaro conduz ao enfraquecimento dos enxames, causando o aparecimento de doenças associadas.

A varroose é uma doença endémica na ilha da Madeira (tal como no continente português e na maior parte da Europa), que continua a provocar elevados prejuízos na apicultura regional. A única forma de controlar esta doença passa pela aplicação de medicamentos específicos homologados pela respetiva autoridade nacional, no caso a Direção Geral de Alimentação e Veterinária.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar