1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (2 Votos)

Um dia nos Centros de Abastecimento para melhor aprender

visitaCA1 Os Centros de Abastecimento da Santa no Porto Moniz (CASA) e de Santana (CASAN) abriram portas para receber, no âmbito de uma vertente mais educacional, um grupo de dez alunos da Universidade da Madeira (UMa).

As visitas de estudo constituíram uma extensão da disciplina de Qualidade e Certificação em Agricultura Biológica dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) da Universidade da Madeira.

Os CTeSP são formações de nível superior de curta duração, não conferente de grau académico, que visam conferir qualificação profissional do nível 5 do Quadro Europeu de Qualificações para a Aprendizagem ao Longo da Vida e também nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações.

Os Centros de Abastecimento Agrícola da Madeira, além do CASA e do CASAN acrescem o Centro de Abastecimento Hortofrutícola dos Prazeres (CAPRA) e o Centro de Abastecimento Hortícola dos Canhas (CANHAS), são um conjunto de infraestruturas criadas para apoiar a comercialização das produções hortofrutícolas da nossa Região. O know-how desenvolvido nestas áreas permite-nos um posicionamento de prestadores de serviços em todas as vertentes relacionadas com este sector.

Nos centros de abastecimento de produtos agrícolas, os diversos segmentos de retalhistas podem encontrar praticamente tudo o que necessitam.

Caracterizam-se essencialmente por uma grande concentração e diversidade de produtos hortofrutícolas frescos, pela existência de atividades complementares e de serviços de apoio à atividade grossista, pelas adequadas condições técnicas e comerciais existentes nos vários pavilhões e por um conjunto de ótimas acessibilidades, para que o transporte dos produtos seja efetuado dum modo rápido e eficiente.

 

visitaCA2

A primeira visita do grupo de alunos em referência realizou-se no passado dia 9 de novembro ao CASA, acompanhado pelo docente Filipe Ganança, tendo a oportunidade de assistir ao processamento, armazenamento, conservação, embalagem e etiquetagem de batata e cenoura.

Já no dia 13 de dezembro o mesmo grupo, desta vez acompanhado pela docente Cristina Oliveira, visitou o CASAN, tendo ficado a conhecer os processos que envolvem os produtos hortofrutícolas, nomeadamente da cebola, a sua identificação e rastreio.

Estes centros de abastecimento agrícola, constituindo a Rede Regional de Mercados Abastecedores, criados como um conjunto estratégico de centros de logística e de distribuição, polos económicos fundamentais no apoio à produção regional, à organização e modernização do comércio, esperam por si!

 

Berta Correia Alves
Direção Regional de Agricultura

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar