1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

Repensar o folclore da Madeira

eferam 1 Quando abordamos a temática do Folclore na Madeira não podemos deixar de salientar os grupos existentes e as pessoas que têm contribuído voluntariamente para esta causa, são mais de mil e, ao contrário do que se pensa, maioritariamente jovens.

Em finais de 2005, surgiu a Associação de Folclore e Etnografia da Região Autónoma da Madeira (AFERAM), com a missão de sensibilização e consciencialização da comunidade para a relevância do Folclore e Etnografia, a defesa do património cultural e o fomento da Qualidade no Folclore Regional.

Nas muitas formações organizadas pela AFERAM, refletiu-se sobre o trabalho desenvolvido pelos diferentes grupos de folclore e o papel das entidades públicas na preservação e divulgação da cultura popular e tradicional.

Chegou-se à conclusão que os grupos de folclore da Madeira devem ser defensores da identidade das suas localidades e da Região, representando com rigor, genuinidade e autenticidade os usos e costumes tradicionais do povo.

Os estudos e pesquisas de folclore devem ser realizados com seriedade, usando metodologias científicas de investigação. Os grupos devem investir na organização interna, com fichas de registo, no sentido de arquivar os vários anos de trabalho desenvolvido. Devem publicar e partilhar com o objetivo de propiciar novas contribuições e estudos comparativos.

 

eferam 2 O folclore na Madeira tem de ser visto como uma mais-valia nas experiências turístico-culturais, contextualizado no âmbito da autenticidade e não, como ritual meramente lúdico e superficial. Neste âmbito, acresce também o facto de facultar um turismo mais informado e sensibilizado, aspirar a novas e mais aprofundadas experiências no seio das comunidades que visitam.

A certificação é uma das maneiras de proteger, qualificar e dignificar tudo o que é nosso. Recomenda-se que as entidades públicas (DRC/DRT/Municípios) se articulem em parceria com a AFERAM criando condições para certificar a qualidade dos grupos de folclore. Da mesma articulação devem surgir atividades que visem a promoção e a salvaguarda dos usos e costumes tradicionais do povo da Madeira.

Todos juntos na procura das nossas raízes e dos valores da nossa tradição, continuemos a dignificar aquilo que nos distingue e diferencia dos outros povos, O FOLCLORE!

aferam logo

 

 

 

 

 

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar