1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

O comércio agroalimentar nos Mercados dos Agricultores da RAM

mercado dos agricultores grafico1 Os Mercados dos Agricultores dos Prazeres (valência do Centro de Abastecimento Hortofrutícola dos Prazeres), dos Canhas (incluído no Centro de Abastecimento Hortícola dos Canhas) e de Gaula (elemento do Centro Cívico de Gaula), conquanto instalados em infraestruturas modernas, são espaços de cariz tradicional e familiar que oferecem todos os domingos (o de Gaula também abre aos sábados) uma seleção variada de produtos agroalimentares regionais, que vêm diretamente da terra dos agricultores para os seus próprios postos de venda, garantindo aos consumidores bens de incomparável frescura e qualidade e a preços mais competitivos.

A diversidade de cores atrai o olhar e os aromas das frutas invadem o olfato de quem opta por fazer as suas compras nos Mercados dos Agricultores. Além da frescura e qualidade dos produtos, e até das relações de proximidade que muitas vezes se estabelecem entre vendedores e compradores, estes têm a facilidade de encontrar, consoante a época do ano, produtos regionais, e sobretudo locais, que dificilmente encontram nas grandes cadeias de distribuição.

Por conseguinte, os Mercados dos Agricultores são cada vez mais atrativos aos consumidores madeirenses, pelo que se considera importante fazer uma abordagem comparativa dos produtos vendidos, assim como dos valores das vendas registados nestes pontos de comercialização muito especiais.

Neste sentido, na globalidade dos mercados dos agricultores foram comercializados, entre janeiro e setembro de 2014, um total de 69.693 kg de hortofrutícolas, e, no mesmo período de 2015, um total de 76.489 kg. 

 

mercado dos agricultores grafico2 Do mesmo modo, os valores resultantes das vendas de hortofrutícolas nos mercados dos agricultores, nos referidos períodos de 2014 e de 2015 foram de 70.474,62 € e de 77.790.61 €, respetivamente.

Convém ainda referir que o Mercado dos Agricultores com maior volume de vendas foi o dos Prazeres, com 46.047 kg de hortofrutícolas comercializados entre janeiro de setembro de 2014 e 48.686 kg no mesmo período de 2015, representando, nos períodos em referência, mais de 60% do total de vendas dos Mercados dos Agricultores da Região. Do mesmo modo, salienta-se que, na gama dos hortícolas, a batata e a batata-doce representam cerca de 35% do total de produtos comercializados em 2014 e de 40% em 2015, verificando-se assim, um aumento significativo na ordem dos 25%.

Assim, constata-se que nos primeiros nove meses de 2015, o comércio de hortofrutícolas cresceu cerca de 10% face ao período homólogo de 2014. Este crescimento, resultante, por um lado, de uma maior aposta dos produtores regionais em utilizar estes espaços para vender diretamente os seus produtos, e, por outro, de uma maior procura e confiança por parte dos consumidores madeirenses em adquirir produtos regionais de qualidade e a bons preços.


Lucília Lourenço
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Direção Regional de Agricultura

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar