1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

A Banana

banana ERPASS Originária da Ásia, a banana foi trazida da África Ocidental para a Europa por marinheiros portugueses, no início do século XV. A primeira referência à presença da cultura da bananeira na Ilha da Madeira data de 1552, sendo, contudo, desconhecida a data da sua introdução.

Devido às condições ambientais existentes na Ilha, nomeadamente a proximidade e influência do mar, a exposição solar e o clima ameno ao longo de todo o ano, o solo, a água e, também, as técnicas culturais utilizadas, tornou-se possível obter uma banana com características únicas.

Madura, apresenta uma cor amarela e a sua polpa é creme. A textura é consistente, sendo característica a presença de pintas escuras na epiderme do fruto, quando em estado de maturação adiantado. Normalmente de pequenas dimensões, a banana da Madeira destaca-se pelo intenso sabor e aroma.

A colheita é sempre realizada enquanto os frutos mantêm a sua cor verde, uma vez que têm a capacidade de amadurecer fora da planta.

A banana é um fruto com utilizações versáteis, podendo ser consumida crua, desidratada, cozinhada ou congelada, havendo já algumas experiências com a utilização da farinha da banana na culinária.

Frequentemente, é “injustiçada”, chegando a ser banida de dietas, mas tal não se justifica, uma vez que apresenta um valor energético médio de 95Kcal/100g, contendo cerca de 75% de água, 2% de proteínas e cerca de 20% de hidratos de carbono. Possui também uma indiscutível riqueza ao nível de micronutrientes, tais como o potássio, ferro, fósforo e magnésio, vitamina C e vitaminas do complexo B. De baixo teor de sódio, torna-se um importante fruto para regularizar a pressão arterial. Facilita o relaxamento e promove o bom humor, graças ao teor de triptofano que possui, percursor da serotonina.

Note-se que a banana não provoca obstipação quando consumida madura.

Surgem algumas questões em relação ao consumo da banana por parte de pessoas diabéticas. Ao contrário do que por vezes é perpetuado, a banana pode ser ingerida por diabéticos. Apesar de ser um fruto rico em amido e açúcar - devido ao seu baixo índice glicémico - se for consumida com moderação (1 porção de 100g) e integrada num plano alimentar saudável, não eleva os níveis de açúcar no sangue consideravelmente.

 

Todavia, o seu consumo deve ser limitado em doentes com patologia renal que tenham que controlar o consumo de potássio.

A banana é assim um fruto que providencia muitos benefícios do ponto de vista nutricional, devendo ser incluída na alimentação, independentemente da idade, da intensidade da prática desportiva (ou ausência) e até mesma por pessoas que sofrem de diabetes, contudo, sempre em quantidade ajustada às necessidades individuais.

Bolachas de aveia e banana
banana ERPASS bolachas

Ingredientes

- 2 bananas da madeira maduras;

- 1 chávena de flocos de aveia finos;

- 30 gramas de nozes ou amêndoas picadas ou pepitas de chocolate negro (opcional);

- canela em pó q.b. (opcional).

Preparação

- Pré-aqueça o forno a 180ºC;

- Comece por esmagar as bananas com um garfo, acrescente os flocos de aveia e envolva muito bem;

- Se quiser, adicione os ingredientes opcionais e misture novamente;

- Forre um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e disponha a massa em pequenas porções com a ajuda de uma colher de sopa;

- Leve ao forno até as bolachas estarem douradas.

Mónica Faria Campos
Nutricionista
SESARAM, E.P.E.

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar