1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

Banana, um tesouro para os atletas… desde miúdos a graúdos!

A Madalena do Mar é este fim-de-semana palco da XVII Mostra Regional de Banana.

A banana é considerada o quarto produto alimentar com maior produção mundial, antecedendo-a apenas o arroz, o trigo e o milho.

banana De cor verde ou amarela, com manchas pretas, dependendo do seu estado de maturação, pensa-se que esta fruta tropical teve origem na Índia, por volta de 300 a.C., sendo os árabes que trouxeram para o Mediterrâneo. Na ilha da Madeira, presume-se que a mesma tenha sido introduzida no século XVI, sendo originária do sudoeste asiático, particularmente da Malásia.

A banana é considerada a fruta dos desportistas, sendo verdadeiramente uma grande aliada, graças ao seu valor nutricional indiscutível. Representa uma excelente fonte de energia de rápida absorção e fácil digestão devido ao seu teor de hidratos de carbono, sendo prática e rápida para obter reservas de energia. É vista muitas vezes como uma fruta a eliminar em regimes de emagrecimento, no entanto pode ser inserida, tendo sempre em consideração a quantidade.

Em termos minerais, destaca-se o seu teor de magnésio e potássio, que contribuem para o normal funcionamento muscular e do sistema nervoso. O magnésio ajuda ainda na redução do cansaço e da fadiga e o potássio na contração muscular e manutenção de uma pressão arterial normal, para além de ajudar a reduzir o risco de acidente vascular cerebral. Segundo um estudo publicado em 2014 no jornal científico Stroke, da American Heart Association, que acompanhou 90.137 mulheres norte-americanas na pós-menopausa (com idades entre os 50 e os 79 anos), durante 11 anos, verificou-se que as que ingeriram uma quantidade adicional de 3,2 g deste mineral possuíam um risco 12% inferior, em relação à ingestão de 1,9 g.

 

Uma banana média fornece aproximadamente um terço das necessidades diárias recomendadas de potássio. Uma vez que é rica em potássio e pobre em sódio, a FDA (Food and Drug Administration) reconhece-a como um fruto capaz de reduzir a pressão sanguínea. Para quem possui patologias renais, e havendo alguma restrição no consumo de potássio, o consumo poderá estar limitado.

Possui ainda fósforo, importante para a manutenção de ossos e dentes normais.

Em termos vitamínicos, salienta-se a presença de vitamina C, com propriedades antioxidantes e de reforço do sistema imunitário, e do complexo B, importantes nos processos metabólicos do organismo. Contém triptofano, um aminoácido essencial na produção de serotonina, um neurotransmissor que melhora a sensação de humor e bem-estar.

Contrariamente ao que muitos pensam, a banana não provoca obstipação intestinal, à exceção de quando está verde. Uma vez madura, favorece a formação do bolo fecal, por apresentar fibras alimentares na sua composição.

As bananas têm efeito antiácido natural, melhorando a azia e protegendo das úlceras e sensação de ardor.

Um estudo da escola de Twickenham, em Inglaterra, associou o consumo de banana a maiores níveis de concentração, analisando cerca de 200 estudantes que iam realizar um exame. Os resultados evidenciam que os alunos que comeram uma banana ao pequeno-almoço apresentaram mais energia e motivação na realização do exercício.

É, sem sombra de dúvida, um dos frutos mais populares do mundo, graças ao seu sabor e facilidade em transportar e consumir.

A banana recomenda-se, mas, nem sempre nem nunca, como diz o provérbio.

 

Cláudia Melim
Nutricionista

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar