1 1 1 1 1 Pontuação 4.60 (5 Votos)

Cereja, uma caixinha de surpresas

cereja beneficios nutricionais1 A cereja é a anfitriã este fim-de-semana no Jardim da Serra e, por isso, vamos falar nesta crónica acerca dos seus benefícios. Do género Prunus, esta pequena delícia pode ser de duas classes, doce – avium ou ácida – cerasus, e é originária da Ásia.

Refrescante e delicioso, este fruto é uma verdadeira caixinha de surpresas. Em termos nutricionais possui um baixo teor energético, aproximadamente 60 kcal por 100 gramas e 83% de água.

Contém um bom teor de hidratos de carbono e fibra, conferindo-lhe este último composto suaves propriedades laxantes, importantes para quem tem problemas de obstipação. São-lhe também atribuídas propriedades drenantes e diuréticas, possibilitando desta forma a prevenção da retenção de líquidos e a eliminação de toxinas.

 

Contém ainda vitaminas e minerais, nomeadamente vitamina A e C, ferro, cálcio, fósforo e potássio, melatonina, e compostos com propriedades antioxidantes. A vitamina A, sob a forma de betacaroteno é importante para uma pele e visão saudáveis. O teor de vitamina C, aliado ao conteúdo em ferro, fazem da cereja uma fruta que ajuda no combate à anemia. O cálcio e o fósforo são importantes para a saúde óssea. A sua riqueza em potássio é importante para manter o ritmo cardíaco e a atividade muscular. A melatonina é uma hormona responsável pela regulação dos ciclos de sono, sendo que a sua ingestão surge como uma alternativa para a melhoria da qualidade do sono.

Sabe-se também que este fruto possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias devido à presença de betacaroteno, antocianinas, quercetina e ácido elágico, que ajudam a eliminar os radicais livres e a prevenir alguns tipos de cancro.

A cereja possui a capacidade de redução da quantidade de ácido úrico no sangue. Está provado que para pessoas portadoras de gota, doença reumática que resulta da acumulação de ácido úrico nas articulações que provoca dores e inchaço nessas zonas, o consumo de cerejas pode reduzir até 35% a possibilidade de uma crise. Para além da parte comestível da cereja, os pés da mesma também são utilizados em infusões para o tratamento de infeções urinárias.

Nesta época do ano, as cerejas são como as conversas... quanto mais se tem, mais se quer!


Cláudia Melim
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Nutricionista

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar