1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (1 Votos)

O que é a sopa?

sopas1A sopa é um alimento bastante versátil, podendo-se fazer sopas de quase tudo! Desde vegetais, leguminosas, frutas, carne, peixe, ovo… haja imaginação e vontade.

Em termos técnicos, a sopa resulta da cozedura breve, em água, de um leque variado de alimentos predominantemente hortícolas, aos quais se adiciona um pouco de gordura e por vezes pão, carne, peixe ou ovo, para de uma forma geral ser comida à colher. O seu valor nutricional depende da variedade e quantidade de ingredientes que a podem integrar.

Vários tipos de sopa e os seus benefícios

As “sopas de vegetais” são as mais comuns, confecionadas com uma mistura mais ou menos variada de legumes (abóbora, alho-francês, cebola, cenoura, curgete, nabo, tomate, beringela, etc.), hortaliças (agrião, aipo, acelgas, couve, espinafres, rama de nabo, salsa, coentros, etc.) batata e/ ou leguminosas (ervilha, fava, feijão, grão, lentilha) adicionada de algum azeite para temperar.

Dada a sua composição nutricional, as “sopas de vegetais” têm uma elevada densidade nutricional, na medida em que possuem uma alta concentração de nutrientes reguladores e um baixo conteúdo em nutrientes calóricos. Este tipo de sopa desempenha um papel ímpar na alimentação, conferindo muitas vantagens nutricionais:

- Fácil digestão: a cozedura dos ingredientes em água, amolece e hidrata as fibras vegetais, facilitando a digestão;

- Saciante: confere uma sensação de plenitude e satisfação quer pela riqueza em água, legumes e hortaliças quer pela temperatura a que é consumida;

- Reguladora do apetite: quando ingerida no início das refeições maiores, almoço e jantar, diminui o apetite para o 2.º prato, geralmente mais rico em calorias;

- Disponibiliza vitaminas e minerais: alguns destes nutrientes são melhor absorvidos quando se encontram dissolvidos na água de cozedura;

- Rica em fibras: a submissão dos ingredientes à ação da água fervente permite um melhor aproveitamento das fibras;

 

- Fornece substâncias antioxidantes: os produtos hortícolas mais coloridos, o alho, a cebola e o azeite são grandes fornecedores de antioxidantes;

- Confeção saudável: a preparação culinária em meio aquoso e a baixa temperatura (100ºC) impede a formação de compostos carcinogéneos;

- Baixo valor calórico: variável em função dos ingredientes;

- Regulariza o trânsito intestinal: pelo seu elevado teor em água e fibras;

- Regula os níveis de colesterol: através da riqueza em fibras sequestradoras de colesterol e da estimulação do funcionamento da vesícula biliar, na presença de pouca quantidade de azeite;

- Equilibra a alimentação: a elevada quantidade de ingredientes hortícolas que contém, contribui para equilíbrio da composição nutricional da refeição;

- Prática: É um veículo de vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes em pessoas com “falta de apetite” ou que não gostam de vegetais;

- Rápida e económica: tem um tempo de preparação e confeção curtos, sem necessidade de longos tempos de cozedura. Fazem-se várias porções de uma só vez que podem ser congeladas. Os seus ingredientes são económicos.

Outra variedade de sopas são as “sopas de pão“. Estas resultam da adição de uma quantidade variável de pão ou derivados, a uma base de vegetais. São exemplos: as açordas, o gaspacho, etc. No que diz respeito à sua composição nutricional, são particularmente mais ricas em hidratos de carbono do que as anteriores.

Por sua vez as “sopas ricas” são preparadas com os ingredientes das “sopas de vegetais”, com ou sem pão, às quais se adiciona carne, peixe ou ovo. São exemplos: canja, sopa de peixe, açorda de galinha com grão, açorda de bacalhau, sopas de tomate com ovos, caldeirada de carne ou de peixe, etc. Quanto ao seu conteúdo nutricional, são particularmente ricas em proteínas de origem animal e em gordura saturada.

Conclusão

A sopa faz parte dos mais antigos alimentos do mundo e está bem presente nos hábitos alimentares dos portugueses. Existem sopa para todos os gostos, pela sua palatabilidade e versatilidade.

Além dos seus benefícios para a saúde, a sopa é económica e prática, o que constitui uma enorme mais-valia nos dias que correm. Toda a família deve comer sopa: ensine desde cedo os seus filhos a serem apreciadores desta iguaria.

Não use sempre os mesmos ingredientes Evite a monotonia. Existem muitas formas de conjugar os vegetais e de fazer uma sopa saudável!

Boas sopas!

ERPASS (Estratégia Regional de Alimentação Saudável e Segura)

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar