1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos semana52 (LEGENDA)

De acordo com os apuramentos meteorológicos para o período compreendido entre 16 e 22 de junho (ver quadro), verificou-se alguma precipitação com maior incidência no concelho de santana, valores acima do normal para o Caniçal e Porto Santo. Relativamente às temperaturas estas continuam agradáveis. As regas terão de ser ponderadas. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP) que evidenciam a necessidade de encontrar esses mesmos equilíbrios hídricos.

Poucas são as alterações nas previsões climáticas para a próxima semana (até 2 de julho), muita nebulosidade, com os níveis de precipitação de modo geral, baixos em toda a Região, com exceção feita, mais uma vez, ao concelho de Santana, onde teremos de acordo com as previsões, níveis de precipitação consideráveis.

Traça do Limoeiro (Prays citri)

A cultura do limoeiro encontra-se, predominantemente, no estado de primeira flor/plena floração. Considerando o início do voo da praga, recomendamos a observação aos órgãos florais para determinar a presença deste inseto. Para o efeito deverá realizar-se a observação de 300 botões florais, sendo o nível económico de ataque considerado, quando 5% destes órgãos estiverem atacados (com posturas ou perfurações).

citrinos traca limoeiro
 Fig. 1 - Fruto gravemente afetado pela ação Prays citri

Para o combate desta praga recomenda-se a utilização de inseticidas homologados, como por exemplo:

- emamectina benzoato (SG AFFIRM), 150 g/hl, IS: 7 dias;

- lambda-cialotrina CS (KARATE ZEON), 17,5 ml/hl , IS: 7 dias.

A indicação destes produtos fitofarmacêuticos não dispensa a leitura atenta do rótulo do respetivo produto. Chama-se à atenção para o facto de se indicarem todos os produtos comerciais referentes à substância ativa em causa, no entanto, a confirmação da sua homologação para esta finalidade, deverá ser efetuada através da leitura do respetivo rótulo do produto.

citrinos traca limoeiro estragos flor
 Fig. 2 - Estragos no botão floral causados pelas larvas do Prays citri

Psila Africana - Trioza erytreae (praga de quarentena)

  citrinos psila 1 citrinos psila 2
 Fig. 3 - Sinais da presença da Trioza erytreae em folhas de citrinos e ninfa da psila africana, respetivamente

Como medidas de combate à psila africana salientamos:

- Cortar e queimar de imediato os ramos com sintomas da praga;

 

previsoes meteorologicas semana52 (NOTA)

- Não adquirir nem plantar árvores com sintomas;

- Não enxertar com garfos ou borbulhas provenientes de árvores afetadas. As árvores afetadas devem ser sujeitas a monitorização durante o ano, para confirmação da eliminação ou não da praga e continuação da aplicação de medidas para o seu combate;

- Pode ser aplicado o seguinte inseticida acetamiprida (EPIK SG e EPIK SL). A aplicação deve coincidir com os períodos de rebentação.

Os tratamentos à base de óleo de verão, normalmente aplicados contra cochonilhas, tendo o cuidado de atingir completamente toda a copa da árvore, também têm alguma eficácia contra a psila africana.

Mineira dos citrinos (Phyllocnistis citrella)

  citrinos lagarta mineira sinais citrinos lagarta mineira adulto
 Fig. 4 - Sinais evidentes de Phyllocnistis citrella na folha. Mineira no estado adulto

Considerando o período de rebentação que se verifica no momento (plantas jovens, reenxertadas ou recentemente podadas), continuamos a recomendar a realização de uma observação atenta aos pomares para detetar a presença, em jovens rebentos com 3 a 4 cm de comprimento, se começarem a ser visíveis os primeiros sinais de atividade desta praga, caracterizados pela presença de ovos e larvas nos órgãos vegetativos desta cultura (pequenas folhas e raminhos).

Quando for atingido o nível económico de ataque (10 – 15 % de rebentos com jovens larvas), aconselhamos a realização de tratamento fitossanitário com um inseticida homologado:

- Vertimec 018 EC (substância ativa abamectina);

-Align (s.a. azadiractina);

-Epik SG (s.a. acetamiprida).

A aplicação deve coincidir com os períodos de rebentação.

Deve adicionar-se Foli-óleo na concentração de 500 ml/hl. No caso de a praga estar associada à mosca branca, a concentração do óleo deve ser de 1000 ml/hl.

Com estas condições do estado do tempo, irá verificar-se o aparecimento da mosca da fruta (Ceratitis capitata), daí recomendarmos, dum modo geral, para todos os pomares vulneráveis à mesma, a colocação de garrafas mosqueiras (armadilhas de captura massiva), como uma medida complementar e não de substituição aos produtos fitofarmacêuticos autorizados. Em média colocar uma armadilha, por cada três árvores.

Sabedoria popular

- A chuva de São João tolhe a vinha e não dá pão;

- Lavra por São João se queres ter pão;

- Pelo São João deve o milho cobrir o chão.

Relembra-se a todos os agricultores que, devido ao novo Coronavírus SARS-CoV2, devem adotar-se os cuidados acrescidos de segurança na execução de todas as tarefas, na exploração agrícola (Ver DICAs n.º 374/2020 – ‘Medidas de higiene especiais a observar nos trabalhos agrícolas’).

Miguel Teixeira
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura/DSDA
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento, deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Comentar

Código de segurança
Atualizar