1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos 06 a 12agosto (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Da análise dos apuramentos meteorológicos de 6 a 12 de agosto (ver quadro), constata-se que não houve grandes alterações nas condições do estado do tempo, ou seja, mantiveram-se as temperaturas amenas, alguma nebulosidade e ausência de precipitação, condições ótimas para a realização de todas as tarefas inerentes às boas práticas agrícolas.

Estas condições do estado do tempo obrigam, por outro lado, a uma atenção redobrada à frequência das regas, mas sempre de acordo com as necessidades hídricas das culturas.

É imperioso um uso racional de água, envidando todos os esforços na poupança de água.

A previsão do estado do tempo para os próximos dias (até 22 de agosto) indica poucas alterações relativamente à semana anterior, mantendo-se os dias de céu limpo apenas para a costa sul e alguma nebulosidade com possibilidade de aguaceiros (raros) apenas nas costas viradas a norte.

Caso tenha o seu terreno em pousio nesta época do ano, poderá mandar analisar as sua terras, de modo a apurar a fertilidade das mesmas.

Fertilização/Fertirrega
fertilizacao 1 A fertilização é a prática agrícola que consiste no fornecimento ao solo de adubos e/ou corretivos, de modo a recuperar ou conservar a sua fertilidade, suprindo a carência de nutrientes e criando condições ‘solo–planta’ favoráveis ao desenvolvimento das culturas vegetais.

A fertirrega, por sua vez, consiste na aplicação conjunta da água e dos elementos nutritivos, de acordo com as exigências das plantas.

 

previsoes meteorologicas 13 a 22agosto (NOTA)

A aplicação desta técnica, que se adequa tanto a culturas hortícolas como a culturas frutícolas e ornamentais, implica a recolha de elementos auxiliares, tais como análises ao solo, à água e às plantas, de forma a melhor estabelecer um sistema integrado de nutrição vegetal.

fertilizacao 2 As culturas só produzirão em pleno se tiverem disponíveis os vários nutrientes de que necessitam ao longo das várias fases do seu ciclo vegetativo. O solo é o principal meio em que as culturas crescem e onde vão buscar água e minerais, pelo que se torna importante praticar uma fertilização racional, evitando os excessos de nutrientes e corrigindo as carências para proteger da poluição as águas superficiais e subterrâneas.

Praticar a fertilização racional implica ainda que o agricultor tenha conhecimento dos nutrientes necessários para a cultura, as quantidades mais adequadas, as melhores técnicas de aplicação e as épocas mais ajustadas, ou seja, deve proceder à avaliação das necessidades de fertilização.

Na sucessão das culturas hortícolas (rotação), técnica cultural muito utilizada na Região, é de todo conveniente alternar com uma leguminosa, para que haja um equilíbrio de azoto no solo, retardando ao máximo o esgotamento do solo neste nutriente.

Para preservar e melhorar a fertilidade do solo é preciso usar técnicas culturais que tenham efeito direto sobre as suas características, sendo para isso fundamental, nas nossas condições, aumentar o seu teor em matéria orgânica, fertilizar racionalmente as culturas e corrigir a acidez do solo, de acordo com análises laboratoriais, que podem ser obtidas gratuitamente no Laboratório Agrícola da Madeira, situado na Camacha.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento, deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar