1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

CLIMATOLOGIA

Por motivos alheios à Direção Regional de Agricultura, não foi possível ter o resumo semanal dos apuramentos e previsões meteorológicos relativos à Região Autónoma da Madeira, dados estes que costumam ser coligidos, pelos serviços do IPMA (www.ipma.pt). Na próxima semana a publicação gráfica dos apuramentos e previsões meteorológicas, voltarão a ser apresentados.

Consultando o site do IPMA, verificamos que não haverá grandes alterações nas condições do estado do tempo, ou seja, continuação de tempo quente, com precipitação abaixo do esperado, quase nula e pouca nebulosidade.

Pomóideas

Pedrado na macieira (Venturia inaequalis)

macieira pedrado
Prosseguir com os tratamentos preventivos e curativos contra as seguintes doenças: pedrado das macieiras e das pereiras. O risco de aparecimento de infeções secundárias mantem-se elevado. Recomenda-se a proteção, com um produto de contacto de ação preventiva, apenas nos pomares onde existam manchas de pedrado.

Meios de luta contra o pedrado da macieira

Meios de luta pedrado tabela

 

Medidas profiláticas a pôr em prática na prevenção do pedrado em macieira e pereira

meios luta bichado tabela

No Modo de Produção Biológico podem ser utilizados fungicidas anti-pedrado à base de cobre e de enxofre.

Bichado-da-Fruta (Cydia pomonella)

macieira bichado
 Bichado na macieira

Ainda se encontra a decorrer a 1.ª geração de bichado-da-fruta. Como as condições se encontram favoráveis ao desenvolvimento da praga considera-se necessária a renovação de tratamento. A fim de avaliar a intensidade de ataque no seu pomar, recomendamos a realização da seguinte metodologia de estimativa do risco: observação de 1000 frutos (20 frutos por árvore em 50 árvores), na bordadura e interior do pomar. Se contabilizar 5 a 10 frutos atacados deve proteger o seu pomar com um produto de ação larvicida.

Estão homologadas para controlo do bichado Produtos Fitofarmacêuticos à base de azadiractina, spinosade, Bacillus thuringiensis e de vírus da granulose. Estes produtos de origem natural não são tóxicos para o homem nem para outros animais - aves, peixes, mamíferos, insetos e ácaros auxiliares - e degradam-se facilmente, não deixando resíduos na fruta tratada nem no ambiente.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento, deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar