1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Segundo os apuramentos meteorológicos de 27 de fevereiro a 5 de março (ver quadro), verificaram-se alterações consideráveis das condições do estado do tempo, com níveis de precipitação a aumentarem muito relativamente à semana anterior, assim como, o vento a fazer-se sentir de forma mais intensa. As operações culturais ficaram desta forma condicionadas o que obriga a planear e aguardar por melhoria das condições atmosféricas.

A previsão do estado do tempo para os próximos dias (até 15 de março), com poucas alterações, mas com tendência a melhorar gradualmente, ou seja, reserva-nos, na costa sul, muita nebulosidade acompanhada por alguma precipitação e a norte, o IPMA prevê, além de muita nebulosidade, níveis de precipitação moderado a forte.

Citrinos (Laranjeira, Tangerineira, Limeira, Limoeiro, Toranjeira, Kumquate)

Míldio ou Aguado, Antracnose e Alternariose

citrinos Considerando as humidades que se têm verificado, bem como a possibilidade de ocorrência de precipitação nos próximos dias, aconselha-se a realização de um tratamento fitossanitário contra estas doenças com um dos fungicidas homologados.

As condições meteorológicas que ocorrem durante o inverno, favorecem o desenvolvimento de diversas doenças que se manifestam nas folhas e frutos (antracnose, alternariose e míldio) ou no colo e tronco (gomose parasitária) dos citrinos.

Diversos fatores culturais podem potenciar a expressão destas doenças, tais como:

- Parcelas localizadas em zonas que não permitem uma conveniente circulação de ar e entrada de luz;

- Árvores desequilibradas em termos vegetativos, nutricionais e hídricos;

- Solos pesados e com drenagem deficiente.

Nas árvores infetadas, deve aplicar uma calda bordalesa, cobrindo muito bem toda a copa da árvore. Repetir, sobretudo se ocorrerem períodos de chuva prolongados que lavem a calda. A calda bordalesa é lavada por chuvas acumuladas da ordem dos 25 mm. Os frutos atacados devem ser apanhados (do chão e da árvore) e destruídos (enterrados, queimados, usados para compostagem com outros detritos).

O tratamento e procedimento recomendados contra estas doenças dos citrinos são também autorizados no Modo de Produção Biológico (MPB).

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

citrinos antracnose
 Antracnose

Recomenda-se que neste tipo de tratamentos a calda deva ser, preferencialmente, direcionada para o terço inferior da copa das árvores, até sensivelmente à altura de um metro do solo, em especial nas parcelas que tenham fruta nos ramos inferiores e sem infestantes. Os tratamentos só deverão ser realizados em períodos em que não se preveja a ocorrência de precipitação nas 48 horas seguintes.

citrinos mildio
 Míldio em citrinos

Medidas culturais

Nesta fase que antecede o início do desenvolvimento vegetativo da cultura dos citrinos, recomenda-se a realização das seguintes operações:

Ao nível da planta

- Poda - operação que deve ser executada, preferencialmente, ao início da atividade vegetativa.

Ao nível do solo

- Combate às infestantes - operação considerada fundamental para evitar a concorrência e a ação de determinados inimigos da cultura (ex: caracóis, búzios, lesmas, rato cego, etc.);

- Fertilização - operação que deverá ser perspetivada atempadamente (programa de fertilização), de acordo com os resultados analíticos de diagnóstico foliar/solo;

- Rega - proceder à dotação de água em função das necessidades das plantas.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar