1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Manteve-se o estado de tempo, ou seja, poucas alterações a registar, relativamente à semana anterior. Segundo os apuramentos meteorológicos de 16 a 22 de janeiro (ver quadro), verificou-se que os níveis de precipitação tornaram a baixar. Este estado de tempo permite a realização de forma segura, da grande maioria das operações culturais.

Uma atenção maior relativamente às regas, uma vez que, como já referido, os níveis de precipitação baixaram significativamente. Sendo assim as regas deverão ser sempre realizadas de acordo com as necessidades hídricas das culturas, em particular na costa sul onde os níveis de precipitação foram quase nulos. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP), que indicam claramente essa realidade.

A previsão do estado do tempo para os próximos dias (até 1 de fevereiro) não tem muitas alterações, ou seja, reserva-nos, na costa sul, alguma nebulosidade e alguma precipitação. A norte, o IPMA prevê, além de muita nebulosidade, a possibilidade de níveis de precipitação moderado a forte.

Segurança durante a poda de árvores de fruto

seguranca poda arvoresNesta altura, em que se está a fazer a poda das árvores de fruto, é importante chamar a atenção para alguns cuidados gerais a ter nesta operação.

Para manter a segurança de uma poda, deve-se inicialmente fazer uma análise dos riscos existentes na execução do trabalho.

Cuidados para o podador

capacete oculos protecao

• A cabeça do podador deverá estar protegida com capacete adequado;

• Os olhos são um órgão bastante sensível, podendo ser afetados durante a poda tanto pela luz do sol como pelos cortes provocados pelos ramos. Recomenda-se assim a utilização de óculos de proteção adequados;

• As mãos e dedos estão ainda mais expostos a elevado risco de corte por ferramentas de corte, aumentado pelo uso generalizado de tesouras elétricas e pneumáticas. Recomenda-se a utilização de luvas de proteção adequadas, preferencialmente em couro.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

Para uma poda eficiente, as ferramentas e equipamentos que serão usados pelo operador devem estar em bom estado de conservação e uso, além de estar dentro das normas técnicas. Para tal, recomenda-se utilizar produtos de qualidade.

Vejamos qual será a ferramenta mais adequada nas seguintes situações:

tesoura serrote poda • As tesouras de poda são utilizadas para o corte de ramos ainda ligados às árvores, sendo específicas para os ramos pequenos de até 1,5 cm de diâmetro;

• Para ramos de até 2,5 cm, recomenda-se a utilização do podão, que pode ser utilizado para podar galhos de até 6 metros de altura;

• As serras manuais são ideais para podar ramos pequenos, com diâmetros de 2,5 a 15 cm;

• As motosserras são usados em galhos com diâmetro superior a 15 cm e devem ser executados por operadores capacitados e treinados. Nesse caso, o protetor auricular é muito importante;

• O machado, foice e facão só devem ser utilizados para o corte dos ramos que foram podados e já estão no chão, para diminuir o volume;

• A corda sisal é a mais indicada para garantir segurança ao podador em operações em copas de árvores, onde é difícil se apoiar com segurança. Ela é fixada no cinto do operador, presa a um galho superior firme e sustentada no solo pelo auxiliar;

• Ao efetuar cortes em alturas mais elevadas o podador precisa manter-se apoiado em escadas, andaimes ou plataformas elevatórias que facilitam a aproximação aos ramos a serem podados.

Cuidados fitossanitários

• A poda é o momento adequado para observar atentamente o pomar, identificando infeções por cancro, bacterioses e zonas atacadas por insetos como a broca e cochonilhas de São José;

• Para evitar a propagação de infeções, o material de poda deve ser desinfetado regularmente entre cortes e a operação deve começar pelas zonas saudáveis do pomar.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Telef.: 291 211 260

Comentar

Código de segurança
Atualizar